Ágora reduz estimativas de valorização das ações da Klabin Segall

Apesar da queda, corretora ainda vê potencial de alta de 106% para os papéis em 2008 e mantém sua recomendação de compra

A corretora Ágora divulgou nesta terça-feira (1/4) um relatório que reduz as estimativas de valorização das ações da construtora Klabin Segall. O preço projetado para os papéis em dezembro de 2008, que era de 25,93 reais, passou para 18,33 reais, o que representa redução de 29,3%.

De acordo com a instituição, a revisão deve-se ao fato de a companhia ter apresentado fracos resultados no quarto trimestre de 2007, quando registrou lucro líquido 67% inferior ao projetado. Além disso, as expectativas de vendas em 2009 ficaram 15% abaixo do esperado pela corretora, acarretando em um efeito cascata nas projeções dos anos seguintes.

Apesar disso, a Ágora ainda prevê um potencial de valorização de 106% para os papéis até o final do ano, mantendo assim sua recomendação de compra. A Klabin Segall, segundo a corretora, está sendo negociada com grande desconto em relação às suas concorrentes. Entretanto, as ações da companhia devem continuar apresentando alta volatilidade nos próximos meses.

A Itaú Corretora também vê desconto exarcebado nas ações da Klabin Segall e acredita num potencial de valorização ainda maior para a companhia, que poderia chegar ao final de 2008 com suas ações cotadas a 24 reais – 170% acima do fechamento de ontem.

Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), os papéis da empresa eram negociados a 8,75 reais, em queda de 1,68% e apenas quatro negócios registrados no dia até o momento. Em 2008, a Klabin Segall acumula desvalorização de 38% em suas ações.

Clique aqui e obtenha mais informações sobre a Klabin Segall e suas concorrentes na Central do Investidor.