Agora é possível comprar e vender maconha na Bolsa de Toronto

Canopy Growth passou a usar o ticker WEED ("erva") nas negociações da Bolsa do Canadá

Em Bay Street, o equivalente a Wall Street em Toronto, Canadá, agora é possível comprar maconha.

Ou melhor, “WEED”. Em meio ao que a empresa afirma ser uma aceitação cada vez maior da crescente indústria de maconha medicinal do Canadá, a Canopy Growth passou a usar o novo ticker (código de negociação) de quatro letras na quarta-feira na Bolsa de Valores de Toronto.

“Estamos empolgados para vender WEED em Bay Street”, disse o CEO Bruce Linton em comunicado.

A Canopy, que tem sede em Smiths Falls, Ontário, se tornou o primeiro unicórnio do mercado de maconha do Canadá quando sua capitalização de mercado superou US$ 1 bilhão, no ano passado.

Atualmente, a empresa tem uma avaliação de 1,6 bilhão de dólares canadenses (US$ 1,2 bilhão). A companhia ainda não registrou lucro líquido, segundo dados compilados pela Bloomberg.

O valor das ações das empresas do ramo de maconha no Canadá inchou com a aposta dos acionistas na legalização do uso recreativo.

O governo prometeu aprovar a legislação necessária em 2017, o que transformaria o Canadá no primeiro país do Grupo dos Sete a fazê-lo.

Se a legalização ocorrer dentro do cronograma esperado, poderia haver 3,8 milhões de usuários recreativos e o potencial de 6 bilhões de dólares canadenses em receitas, disseram analistas da Canaccord Genuity em nota, em novembro.

As ações da Canopy mais do que triplicaram nos últimos 12 meses. Os papéis subiram 2 por cento e fecharam em 10,05 dólares canadenses em Toronto na quarta-feira.