Agenda pós-Previdência; é a hora de comprar dólar? e tudo para ler hoje

Leia as principais notícias para começar esta quinta-feira (11) bem informado

São Paulo — Leia as principais notícias para começar esta quinta-feira (11) bem informado:

As quentes do dia

Com 1° “sim” da Câmara, governo prepara agenda pós-Previdência
A prioridade da pasta da economia deverá ser o estímulo à retomada na geração de empregos e desinvestimentos por parte do estado.

Aprovação da Previdência rende aplausos e “parabéns” no gabinete de Guedes
Reforma da Previdência foi aprovada no primeiro turno com número de votos maior do que o previsto: 379 a 131

De acordo com o Estadão, mudanças na Previdência aprovada trará economia de R$ 744 bi em dez anos
Estimativa da Instituição Fiscal Independente (IFI) está bem abaixo dos cálculos do governo, que projeta um impacto de R$ 987 bilhões com as mudanças na aposentadoria

Na Folha: sob ameaça de expulsão, dissidentes enfrentam partidos por Previdência
Deputados como Tabata Amaral (PDT) e Felipe Rigoni (PSB) votaram contra orientação; reforma teve 379 votos a favor e 131 contra

Dólar cai para R$ 3,75. Mas ainda não é hora de comprar
Com a aprovação da reforma da Previdência, a expectativa é que o dólar caia ainda mais nos próximos dias

Política e Mundo

ONU vai à Colômbia acompanhar acordo de paz com as FARC
Tratado assinado em 2016 encerrou conflito entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, que hoje integra um partido político

Governo e sociedade divergem sobre garantias no acordo de Alcântara
Representantes de comunidades quilombolas e de órgãos públicos apontam falta de informações claras sobre os termos do acordo

Morre o sociólogo Francisco de Oliveira, aos 85 anos, em SP
O intelectual foi um dos fundadores do PT, mas se desfiliou do partido em 2003. Chico Oliveira também foi presidente do Cebrap e professor da USP

Partidos verdes se opõem à Von der Leyen para chefiar Comissão Europeia
Deputados europeus de partidos ambientalistas alegam que ela não parece ter pautas concretas em relação às mudanças climáticas

Enquanto você desligou

Com 379 votos, reforma da Previdência é aprovada em 1º turno na Câmara
Margem de vitória surpreendeu; texto ainda precisa ser aprovado em segundo turno e pelo Senado

Com reforma da Previdência aprovada em 1º turno, veja os próximos passos
Antes de seguir para o Senado e ser sancionada por Bolsonaro, emenda constitucional ainda precisa passar pela votação em segundo turno na Câmara

Plenário rejeita destaque para retirada dos professores da reforma
Por texto aprovado nesta quarta no Plenário, idade mínima para categoria passa a ser de 57 anos para mulheres e 60 para homens, além de 25 de contribuição

Guedes reúne time nesta quinta para estudar medidas de estímulo à economia
A equipe cogita desde a desoneração de alguns setores até a utilização de recursos de privatizações para fomentar o Minha Casa, Minha Vida

Privatização deve dominar mercado de fusões e aquisições no Brasil em 2019
De acordo com analistas, o avanço nas vendas de ativos é esperado para o segundo semestre de 2019 após um começo de ano fraco no setor

Governo deve anunciar medidas de desestatização em 15 dias, diz secretário
Equipe econômica prepara um pacote “pós-Previdência” e deve lançar um site com as propostas previstas para o país

Agenda

Nesta quinta-feira (11), enquanto o clima de otimismo pós-aprovação da reforma da Previdência paira no ar, o IBGE libera os dados referentes às vendas no varejo do mês de maio, assim como o acumulado do ano. Nos EUA, o U.S. Bureau of Labor Statistics divulga o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) de junho —e também o acumulado do ano —, este que é um dos principais indicadores da inflação no país.

Já o Department of the Treasury solta o balanço orçamentário do governo, enquanto o United States Department of Agriculture publica o Relatório de Estimativas de Oferta e Demanda Agrícola Mundial (WASDE), com as previsões do fornecimento de grãos, soja, algodão, açúcar e também de produtos de origem animal. E o Department of Labor divulga os dados referentes aos pedidos de seguro-desemprego, que mostram a saúde do mercado de trabalho americano. Por fim, Jerome Powell, presidente do Fed, deve dar seu depoimento semestral, em Washington, logo pela manhã. Na Zona do Euro, o Banco Central Europeu publicará as atas da reunião da política monetária, explicando um pouco mais sobre suas expectativas. E, na China, o Peoples Bank of China atualiza o volume de novos empréstimos.