Agência britânica antifraude aceita investigar caso da Libor

Serious Fraud Office afirmou, antes, que decidiria dentro de um mês se apresentaria acusações criminais pelo caso

Londres – A agência britânica de combate a fraudes aceitou nesta sexta-feira investigar o escândalo que envolve a taxa de juros interbancários Libor, que na terça-feira causou a saída do presidente-executivo do Barclays, Bob Diamond.

“O diretor David Green decidiu formalmente nesta sexta-feira investigar o caso Libor”, informou o Serious Fraud Office (SFO).

O SFO tinha dito na segunda-feira que decidiria dentro de um mês se apresentaria acusações criminais pelo caso Libor, em meio às suspeitas de que os bancos minimizaram os custos de empréstimos para deixar a entender que estavam em uma situação financeira melhor do que a real.