Acordo na Grécia puxa bolsas da Europa para o alto

O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,48%, fechando a 265,44 pontos. Na semana, porém, o Stoxx 600 teve baixa de 0,66%

Londres – As bolsas europeias fecharam a semana em alta, com dados positivos do mercado de trabalho nos Estados Unidos e após a Grécia reportar uma adesão acima da esperada ao seu plano de troca da dívida. O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,48%, fechando a 265,44 pontos. Na semana, porém, o Stoxx 600 teve baixa de 0,66%.

O governo grego anunciou nesta sexta-feira que a participação dos credores na oferta de troca de bônus da Grécia representou 83,5% dos 206 bilhões de euros em elegíveis para a operação. O porcentual permite que o país ative as cláusulas de ação coletiva (CACs), cuja aprovação do governo grego foi anunciada no início desta tarde.

Nos Estados Unidos, a boa notícia veio do Departamento do Trabalho, que informou que a economia do país criou 227 mil empregos em fevereiro, superando as expectativas de criação de 213 mil vagas entre os economistas ouvidos pela Dow Jones. O resultado de janeiro foi revisado para cima em quase 40 mil vagas, de 243 mil para 284 mil vagas.

Do lado negativo, o déficit comercial dos EUA aumentou 4,3% em janeiro, para US$ 52,57 bilhões, o maior nível em mais de três anos, do déficit revisado de US$ 50,42 bilhões em dezembro. Além disso, os estoques no atacado dos EUA subiram 0,4% em janeiro, para US$ 475,46 bilhões. O resultado foi menor do que a alta de 0,6% prevista pelos economistas consultados pela Dow Jones.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice DAX avançou 0,67%, fechando a 6.880,21 pontos. Na semana, porém, teve baixa de 0,59%. Linde liderou a alta, com 5,6%, após a companhia divulgar resultados fortes no quarto trimestre. Merck subiu 3,7% após a recomendação dos papéis da companhia terem sido elevados pelo Deutsche Bank.

Em Londres, o índice FTSE subiu de 0,47%, a 5.887,49 pontos, e na semana recuou 0,40%. LSE avançou 6,4% após informar que vai adquirir até 60% da LCH.Clearnet Group. Aggreko teve alta de 4% após reportar os resultados de 2011.

O índice CAC 40, da Bolsa de Paris, registrou alta de 0,26%, para 3.487,48 pontos, e na semana recuou 0,39%. Carrefour subiu 5,3% um dia após divulgar seus resultados de 2011. STMicroelectronics avançou 3,2%. Peugeot caiu 2%, ainda mostrando alguma volatilidade após seu anúncio de terça-feira de um aumento do capital diluidor.

Em Madri, o índice Ibex 35 caiu 0,30%, a 8.282,70 pontos, e na semana recuou de 3,28%. Em Portugal, o índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, avançou 1,02%, para 5.653,50 pontos, e na semana caiu 0,20%. Na Itália, o FTSE MIB registrou queda de 1,11%, para 16.479,20 pontos, e na semana recuou 2,50%. As informações são da Dow Jones.