Ações sobem após Fed se comprometer com juros baixos

Federal Reserve aliviou o impacto da redução de seu estímulo ao se comprometer novamente com taxas de juros baixas

Sydney – Os mercados acionários asiáticos subiram nesta quinta-feira, depois que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, aliviou o impacto da redução de seu estímulo ao se comprometer novamente com taxas de juros baixas, deixando Wall Street em máximas recordes e fazendo o dólar superar a marca de 104,00 ienes pela primeira vez desde 2008.

A desvalorização do iene foi vista como positiva para as exportações japonesas e lucros, e portanto para o índice japonês Nikkei, que saltou 1,74 por cento, atingindo o maior nível de fechamento em seis anos.

Após meses de agonia, investidores tomaram a decisão do Fed de reduzir suas compras de títulos em 10 bilhões de dólares, para 75 bilhões de dólares ao mês, como uma medida modesta que a economia dos EUA pode muito bem suportar.

De maneira crucial, o Fed aliviou o impacto ao tornar sua orientação futura ainda mais branda.

As bolsas se valorizaram desde Sydney até Seul , mas às 7h33 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão tinha variação negativa de 0,04 por cento.