Ações se recuperam na Europa e fecham em alta; KPN despenca

Bons resultados corporativos nos EUA e alta do índice gerente de compra da zona do euro motivaram o avanço dos índices europeus

Paris – As ações europeias encerraram com alta nesta terça-feira, após sinais de recuperação econômica na zona do euro ajudarem a aliviar as preocupações de investidores.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, avançou 0,32 por cento para 1.154 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro STOXX 50 ganhou 0,99 por cento.

A operadora holandesa de telecomunicações KPN contrariou a tendência, desabando 16 por cento após apresentar uma emissão de direitos de 4 bilhões de euros (5,4 bilhões de dólares).

“O destaque de ontem no Sul da Europa foi apenas uma desculpa para realizar lucros e recuperar o fôlego. A tendência ainda é positiva, e clientes estão lentamente voltando para ações”, disse o operador de vendas do Kepler Capital Markets Patrice Perois.

“Os resultados corporativos nos Estados Unidos estão muito melhores do que o esperado, não existe preocupaão nesse fronte, e à exceção de alguns acidentes na Europa como a KPN hoje e a Saipem na semana passada, os resultados têm sido relativamente bons aqui”.

O índice gerente de compra (PMI, na sigla em inlgês) da zona do euro elaborado pelo Markit, visto como uma boa indicação do crescimento econômico, alcançou no mês passado a máxima em 10 meses de 48,6 pontos contra 47,2 pontos em dezembro, uma revisão para cima da leitura preliminar de 48,2 pontos.

Bancos da zona do euro estiveram entre as ações de melhor performance, com o Banco Santander avançando 3 por cento, o BBVA subindo 2,3 por cento e o BNP Paribas registrando valorização de 1,9 por cento.


Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,58 por cento, a 6.282 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,35 por cento, para 7.664 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,95 por cento, para 3.694 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,05 por cento, para 16.712 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 2,2 por cento, para 8.093 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,6 por cento, para 6.172 pontos.