Ações europeias fecham em alta com lucros no exterior

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias fechou em alta de 0,17 por cento, aos 1.077 pontos, em números preliminares

LONDRES – As ações europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, impulsionadas por empresas com exposição aos mercados externos de rápido crescimento, mais protegidos dos problemas econômicos do bloco, além de terem menor exposição aos altos preços do petróleo.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias fechou em alta de 0,17 por cento, aos 1.077 pontos, em números preliminares.

O índice alemão DAX subiu 0,81 por cento, pois os investidores continuaram a saudar a força econômica relativa da Alemanha, enquanto o da Áustria -a mais exposta aos mercados emergentes entre os países da Europa Ocidental- subiu 1,63 por cento.

“Gostamos de algumas empresas domésticas, mas a tendência do nosso portfólio será em direção às exportadoras”, disse o administrador de fundos da Baring Asset Management, James Buckley.

A exposição internacional rendeu lucros nesta sexta-feira, quando um forte desempenho no Brasil ajudou a Telecom Italia a apresentar resultados ligeiramente melhores do que os esperados. Juntamente com planos para reduzir seu endividamento, isso ajudou a impulsionar as ações da operadora em quase 7 por cento, maior alta dentro do índice FTSEurofirst 300.

Em LONDRES, o índice Financial Times teve variação negativa de 0,05 por cento, a 5.935 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,81 por cento, para 6.864 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve alta de 0,57 por cento, a 3.467 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib avançou 1,07 por cento, para 16.487 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 fechou estável em 8.527 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 ganhou 1,12 por cento, para 5.557 pontos.