Ações da Estácio Participações disparam 12% após definição de preço da oferta

Com o preço por papel definido em 19 reais, oferta secundária gira 623 milhões de reais no lote principal, destinado a acionistas; prazo para exercício da oferta primária vai até 29 de outubro

São Paulo – As ações da Estácio Participações (ESTC3) dispararam no pregão desta sexta-feira na BM&FBovespa, em meio à nova emissão de papéis da companhia em oferta pública primária e secundária. Os papéis ordinários alcançaram alta de 12,57% às 14h30, cotados a 21,85 reais. 

A forte oscilação ocorre após a definição no preço das ações da oferta, definido em 19 reais na noite de quinta-feira (30).  Foram vendidos 32,8 milhões de papéis ordinários do lote principal, totalizando 623.261 milhões de reais. A ação saiu com um desconto de 2,1% em relação ao fechamento do papel na BM&FBovespa nesta quinta-feira, de 19,41 reais.

A oferta também prevê a emissão de ações primárias, mas apenas em caso de demanda suficiente para exercício do lote suplementar de ações, que agrega 10% do valor total da oferta. Nesse caso, o montante levantado irá para a administradora de instituições de ensino. Os emissores da oferta secundária, que embolsaram o resultado da oferta, são os acionistas João Uchôa Cavalcanti Netto e Monique Uchôa Cavalcanti de Vasconcelos.

Rateio

A administradora informou ao mercado nesta sexta-feira (1) que os pedidos de reservas de investidores de varejo foram integralmente atendidos até o valor de R$ 5 mil. Sobre os valores excedidos, foi aplicado um rateio de 63,98%. Os investidores vinculados foram excluídos da oferta.

Os novos papéis estreiam na BM&F Bovespa na próxima segunda-feira (4), enquanto a liquidação ocorrerá na quarta-feira seguinte. O prazo para exercício da opção do lote suplementar vai até 29 de outubro. 

Foi definido como o coordenador líder da oferta o Banco BTG Pactual, enquanto o Credit Suisse e o Santander Brasil atuarão como coordenadores da oferta.


Leia mais sobre Ações,  Bolsas de valores e Educação

Siga as últimas notícias de Mercados no Twitter