Ações dos EUA recuam com retomada dos temores de crescimento

Nove dos 10 principais setores do S&P 500 caíam. O índice de energia liderava as perdas, com queda de 2,56%

Os índices acionários dos Estados Unidos abriram em queda nesta terça-feira, com dados econômicos fracos da China e um inesperado corte da taxa de juros pelo banco central australiano provocando temores sobre a saúde da economia global.

Às 11h37 (horário de Brasília), o indicador Dow Jones caía 1,05%, a 17.703 pontos, enquanto o S&P 500 recuava 1,12%, a 2.058 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq operava em baixa de 1,17%, a 4.761 pontos.

Nove dos 10 principais setores do S&P 500 caíam. O índice de energia liderava as perdas, com queda de 2,56%.

A atividade industrial da China encolheu pelo 14º mês consecutivo em abril devido à estagnação da demanda, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

O banco central australiano também surpreendeu ao cortar sua taxa de juros para a mínima recorde de 1,75%, o primeiro afrouxamento em um ano no momento em que busca restringir a alta da moeda local e proteger a economia da deflação.

“As notícias negativas da China e da Austrália tendo que estimular sua economia novamente está assustando o mercado hoje”, disse o economista-chefe de mercado do First Standard Financial, Peter Cardillo.

“O mercado está no meio de uma retração e nervosismo com o crescimento menor, o que pode significar lucros menores nos próximos trimestres.”