Ações de energia e bancos alimentam alta de índices de Wall St

O Dow Jones subiu 0,23%, a 24.782 pontos, o S&P 500 ganhou 0,20%, a 2.684 pontos, e o Nasdaq Composite avançou 0,06%, a 6.965 pontos

Nova York – Os três principais índices acionários dos Estados Unidos subiram nesta quinta-feira, impulsionados por ações de bancos e de energia, à medida que investidores apostam em setores economicamente mais sensíveis.

O Dow Jones subiu 0,23 por cento, a 24.782 pontos, o S&P 500 ganhou 0,20 por cento, a 2.684 pontos, e o Nasdaq Composite avançou 0,06 por cento, a 6.965 pontos.

As ações de energia e do setor financeiro lideraram os ganhos entre os 11 principais setores do S&P.

Os bancos avançaram 21 por cento neste ano, ante ganho de 20 por cento para o S&P 500. As ações de energia, por outro lado, têm performance menor neste ano, com uma perda acumulada de 4,2 por cento e alguns analistas sugeriram que os ganhos de quinta-feira refletem uma rotação para ações particularmente afetadas pelo crescimento econômico.

“Ainda que tarde, (energia) ganhou força significativamente”, disse John Stoltzfus, estrategista-chefe de investimentos da Oppenheimer Asset Management em Nova York. “Em específico, reflete o efeito fora dos EUA e a demanda por importações de petróleo… Há uma oportunidade para ver o petróleo ir além.”

As ações da Chevron subiram 3,3 por cento. Mais cedo, os papeis tocaram uma máxima recorde de 125,35 dólares, após a corretora Cowen & Co elevar sua meta de preço na ação em quase um terço, a 160 dólares.

O Congresso dos Estados Unidos aprovou uma lei tributária de 1,5 trilhão de dólares nesta semana que cortará as taxas de imposto de renda corporativo para 21 por cento, ante 35 por cento atualmente. Investidores estão esperançosos de que as alíquotas menores levarão companhias a gastar mais em dividendos e recompras de ações.

“Ainda há os pós-efeitos da reforma tributária sendo aprovada”, disse Michael Antonelli, diretor administrativo da Robert W. Baird em Milwaukee. “Eu tenho a sensação de que o mercado está muito otimista sobre o próximo ano”.