Ações da Vale iniciam negociação em Hong Kong

A empresa brasileira tornou-se a primeira companhia a negociar recibos de ações em Hong Kong

Hong Kong – A Vale fez nesta quarta-feira sua estreia no mercado de Hong Kong, a 270 dólares de Hong Kong por ação, em uma listagem que visa aumentar a presença da mineradora brasileira entre os investidores asiáticos.

A Vale tornou-se a primeira companhia a negociar recibos de ações em Hong Kong, que implementou novas regras para tais papéis em 2008.

“Outras companhias buscarão listagem em Hong Kong, procurando mergulhar na maior piscina de liquidez da Ásia”, disse Chi Lo, presidente-executivo na HFT Investment Management.

Os recibos da Vale fecharam a 265,20 dólares de Hong Kong, 0,7 por cento acima da cotação de fechamento dos American Depositary Receipts (ADRs) da mineradora negociados em Nova York, que foi de 33,93 dólares na véspera, e 1,4 por cento superior ao fechamento das ações na Bovespa, de 56,72 reais.

O vice-presidente financeiro da Vale, Guilherme Cavalcanti, disse que a empresa foi atraída pelo grande número de investidores de varejo em Hong Kong, buscando aumentar sua base de investidores asiáticos.

A Vale, que não captou novos recursos com a listagem, afirmou que os atuais acionistas solicitaram a conversão de 7,725 milhões ADRs da empresa para serem negociados em Hong Kong.

Deste total, 5,322 milhões de papéis representam ações ordinárias e 2,403 milhões, preferenciais.

A listagem da Vale em Hong Kong permitirá que suas ações sejam negociadas em diferentes fusos horários.

“Ações de commodities e mineração estão acumulando valor para investimento de longo prazo, considerando que o dólar deve permanecer fraco no médio prazo”, disse Linus Yip, estrategista na First Shanghai Securities.