Ações da Saab têm alta histórica após venda de caças

Só nesta quinta o valor de mercado da fabricante do Gripen aumentou em mais de 4,5 bilhões de coroas suecas - cerca de US$ 680 milhões

Londres – A empresa sueca Saab foi a grande estrela desta quinta-feira, 19, na Bolsa de Estocolmo. Após o anúncio da compra de 36 caças da companhia pela Força Aérea Brasileira (FAB), as ações fecharam em alta de 31,88%, a maior valorização do papel em um único dia na história.

Só nesta quinta o valor de mercado da fabricante do Gripen aumentou em mais de 4,5 bilhões de coroas suecas – cerca de US$ 680 milhões – e atingiu 18,8 bilhões de coroas suecas.

Segundo a Bolsa de Estocolmo, a ação fechou a quinta-feira histórica em 175,40 coroas suecas, o maior preço desde maio de 2008. O papel já abriu o dia em disparada e o primeiro negócio registrou alta de 27,8%.

A partir daí, foram feitos quase 9 mil transações com a ação que geralmente é responsável por média de 500 movimentações diárias. A ação fechou perto da máxima do dia, quando a alta chegou a 33,7%.

O analista do Danske Bank, Bjorn Enarson, avalia que o negócio anunciado na quinta-feira “assegura a sobrevivência” da Saab no longo prazo como produtor de aviões de combate.

Ouvido pela imprensa local, o analista avalia que o acordo com os brasileiros deve influenciar outros países e pode abrir portas para novos clientes no futuro. A Suíça poderia ser o próximo país a anunciar a compra dos aviões Gripen.