Ações da OGX caem forte pelo segundo pregão consecutivo

Analistas do Espirito Santo Investment Bank rebaixaram recomendação e preço-alvo das ações da petroleira de Eike Batista

As ações da OGX (OGXP3) enfrentam um segundo pregão consecutivo de forte queda nesta terça-feira. Ontem as ações fecharam o dia caindo 8,91% em meio a rumores de que Eike Batista estaria negociando a venda de uma participação na companhia para a Petronas, da Malásia. 

Hoje, as incertezas em reação à empresa continuam a derrubar os papéis. Na mínima do dia, as ações chegaram a cair 5,81%, negociadas a 3,08 reais. No ano, a desvalorização já é de 25,34%. 

Preocupados com a volatilidade das ações – na última quinta-feira elas subiram 11,8% – os analistas do Espirito Santo Investment Bank rebaixaram sua recomendação de compra para neutra. 

Em relatório, eles destacam que as incertezas de curto prazo em relação ao calendário de produção da OGX foram o principal motivo para a mudança na recomendação. “Esperamos um atraso no início de produção de arranque e um ritmo mais lento de aumento da produção”, afirmam os analistas.

Além disso, a equipe não vê catalizadores positivos para as ações no curto prazo e o valor estimado para as reservas de petróleo da empresa são negativos até 2021. 

Levando em consideração esse cenário mais pessimista, o preço-alvo foi reduzido para 4,40 reais por ação – redução de 38% ante os 7,10 reais por ação anteriores.