Ações europeias caem com redução de euforia sobre estímulos

Hoje os investidores estão realizando mais lucros depois de cinco semanas consecutivas de altas

Londres – As ações europeias caíam nesta sexta-feira, ao passo que uma redução das esperanças de apoio adicional do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) e do Banco Central Europeu (BCE) levou os investidores a realizar mais lucros depois de cinco semanas consecutivas de altas, a sequência de ganhos mais longa neste ano.

A divulgação na quinta-feira do relatório de emprego privado nos Estados Unidos acima das expectativas aumentou as esperanças de que os dados de emprego fora do setor agrícola, que serão divulgados às 9h30 (horário de Brasília), podem superar por pouco o consenso, diminuindo a pressão sobre o Federal Reserve para lançar novas medidas de estímulo, mas falhando em acabar com as preocupações sobre o estado da maior economia do mundo.

“Eu não acho que todo mundo que escolheu ficar estável ou realizou algum lucro (na quinta-feira) necessariamente já voltou ao mercado, significando que muitos continuam afastados até, pelo menos, a divulgação do relatório de emprego hoje ou até mesmo semana que vem, quando a temporada de balanços dos Estados Unidos começa”, disse o chefe de negociação de patrimônio líquido alemão do ETX Capital, Markus Huber.

O Credit Agricole revisou sua previsão para o relatório de emprego fora do setor agrícola dos Estados Unidos para 135 mil ante 100 mil previstos anteriormente, após os dados de quinta-feira. O Goldman Sachs aumentou sua estimativa de 75 mil para 125 mil. A pesquisa da Reuters publicada no início da semana prevê uma criaçào de 90 mil postos de trabalho em junho.

O Relatório Nacional de Emprego da ADP informou na quinta-feira que o setor privado dos Estados Unidos criou 176 mil vagas no mês passado, acima da projeção de 105 mil dos economistas. Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego, por sua vez, caíram em 14 mil, para 374 mil, segundo dados ajustados sazonalmente.

Às 8h25 (horário de Brasília), o índice europeu das principais ações europeias FTSEurofirst 300 recuava 0,26 por cento, para 1.041 pontos, depois de cair 0,1 por cento na sessão anterior, mas o índice ainda acumulava ganhos de 2 por cento na semana.