Ações ampliam perdas por preocupações com empresas

A confiança do analista e investidor alemão recuou em abril, em um sinal de que uma retomada da crise da zona do euro está afetando a maior economia da Europa

As ações europeias caíram pela terceira sessão seguida nesta terça-feira, à medida que dados fracos da Alemanha e uma atualização pessimista do grupo de produtos de luxo LVMH alimentaram preocupações sobre as perspectivas de lucro para as empresas europeias.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 caiu 0,7 %, para 1.165 pontos, depois de perder 1,5 % nas duas sessões anteriores.

A confiança do analista e investidor alemão recuou com força em abril, em um sinal de que uma retomada da crise da zona do euro está afetando a maior economia da Europa.

“O ZEW de hoje destaca o fato de que não há nada para se esperar da Europa neste ano, e as previsões de resultados para a região ainda estão muito otimistas. Nós acreditamos que os lucros cairão 4,5 % no ano”, afirmou o estrategista de investimento do Natixis Benoit Peloille.

A expectativa é de que os lucros corporativos na Europa cresçam 6,3 % em 2013, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

Dados recentes dos Estados Unidos e da China têm alimentado temores de que a demanda de fora da Europa não conseguirá compensar a fraqueza dentro da região e de que as empresas europeias não atingirão as expectativas de lucro.

O setor das empresas de produtos de luxo caiu 1,6 %, depois que a atualização do primeiro trimestre da LVMH feriu o sentimento no setor.


O setor de serviços públicos registrou a maior queda na Europa, de 2 %, com operadores apontando para uma queda nos preços de energia depois que o Parlamento da União Europeia (UE) rejeitou um projeto de lei para remover permissões de carbono do sistema de negociação de emissão.

Em Londres, o índice Financial Times caiu 0,62 %, a 6.304 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX recuou 0,39 %, para 7.682 pontos.

Em Paris, índice CAC-40 perdeu 0,67 %, a 3.685 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve queda de 0,61 %, para 15.533 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 cedeu 0,82 %, a 7.948 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 registrou desvalorização de 1,28 %, para 5.803 pontos.