Ação da Magazine Luiza bate R$ 450 e empresa quer desdobramento

Desde o começo do ano, os papéis da varejista acumulam ganhos de pouco mais de 330%; no mesmo período, o Ibovespa teve alta acumulada de 14%

São Paulo — A Magazine Luiza propôs o desdobramento de suas ações nesta quarta-feira, um dia depois que os papéis ultrapassaram a barreira dos 450 reais. A informação foi divulgada ao mercado nesta quarta-feira.

Desde o começo do ano, as ações da varejista acumulam alta de pouco mais de 330%. No mesmo período, o Ibovespa teve alta acumulada de 14%.

O valor de mercado da companhia, que no começo do ano girava em torno dos 2,2 bilhões de reais, hoje é superior a 9,6 bilhões de reais, segundo números da Economatica.

A proposta aprovada pelo conselho de administração da Magazine Luiz é de desdobrar os papéis na proporção de 1 para 8, sem modificação do capital social. Assim, as 21,6 milhões de ações ordinárias em circulação se tornarão 173 milhões. A operação ainda precisa ser aprovada em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), que ainda não tem data. 

De acordo com o fato relevante, o objetivo da operação é “conferir melhor patamar para a cotação das ações de emissão da companhia a fim de torná-las mais acessível aos investidores” e aumentar a liquidez das ações.