A metodologia da pesquisa de ações

A seleção das 20 ações da reportagem foi feita com baseem dois levantamentos. Um deles, realizado a pedido de EXAME pela consultoria de informações financeiras Economática, procurou determinar quais são as características financeiras mais comuns das empresas que tiveram desempenho muito acima da média na bolsa nos últimos cinco anos. A Economática analisou o índice preço-lucro (P/L) de cada uma dessas companhias. Esse indicador mede a relação entre o preço da ação da uma empresa e seu lucro por ação. Serve para indicar o número de anos que o investidor tem de esperar para reaver o dinheiro aplicado recebendo apenas dividendos. Quanto maior o índice, mais cara a ação. A consultoria descobriu as ações que mais subiram foram as de companhias que tinham um P/L inferior à media de seus setores. Por isso, só foram indicadas como boas opções de investimento para 2008 as ações de empresas com um P/L menor que a média de seus setores.</p>

Com esses dados em mãos, EXAME consultou 30 analistas dos principais bancos, corretoras e gestoras de recursos do país e cruzou as indicações. Em seguida, selecionou apenas as ações de small e mid caps. Foram consideradas small caps as empresas com valor de mercado inferior a 5 bilhões de reais e volume diário de negócios na bolsa entre 200 000 reais e 4 milhões de reais. Mid caps são as que têm valor de mercado intermediário, entre 5 bilhões e 20 bilhões de reais, e papéis com negociação diária de 5 milhões a 25 milhões de reais.

Lista de analistas de bancos, corretoras e gestoras de recursos consultados por EXAME

Ágora

Ativa

Banif

Bradesco

BNY Mellon Arx

BullTick

Coinvalores

Galleas

Geração Futuro

Global Equity

Itaú

Link

Máxima

Modal

Nest

Opus

Perfin

Prosper

Quest

Real

Safra

Santander

SLW

Spinelli

Socopa

Souza Barros

SulAmérica

Unibanco

XP

Win