A desconfiança sobre a BRF

Nem o anúncio de uma aquisição estratégica animou investidores a comprar ações da companhia de alimentos BRF. Na segunda-feira à noite, a companhia anunciou a compra do controle da produtora de carnes de aves Banvit, da Turquia, em uma joint venture com o fundo soberano do Catar. A operação, pela qual a BRF deve pagar cerca de 160 milhões de dólares segundo cálculos da Thomson Reuters, marca a entrada da companhia brasileira no país.

A Banvit fortalece a presença da JBS no mercado muçulmano e expande os negócios da sua subsidiária OneFoods, antiga Sadia Halal – que a BRF está preparando para uma oferta inicial de ações em Londres. Ainda assim, ontem, enquanto as ações das concorrentes JBS e Marfrig subiram 3,8% e 1,6%, respectivamente, os papéis da BRF tiveram alta de apenas 0,48%.

Um ponto chamou a atenção do mercado: enquanto a BRF se posiciona como um negócio concentrado em alimentos processados – menos vulnerável às oscilações das commodities – a Banvit é focada na venda de frangos inteiros e é totalmente dependente de commodities. Segundo relatório do banco Goldman Sachs, a Banvit “pode estar sujeita a maior volatilidade do que a BRF na margem EBITDA de ano para ano, sujeita a custos de insumos (milho, soja) e preços domésticos de frango “. Nos últimos seis anos, a margem da Banvit variou entre 4,1% e 12,8%.

O problema já é conhecido dos investidores da BRF. A empresa, que se vendia como menos vulnerável às oscilações das commodities, teve um impacto direto do aumento preço do milho em seus resultados em 2016. A margem do lucro operacional da companhia caiu mais de 5 pontos percentuais e, no acumulado de janeiro a setembro, os lucros recuaram 94% na comparação anual, para 87,7 milhões de reais. A queda abriu espaço para que investidores questionassem o presidente Pedro Faria, no comando desde 2015. Em 2016, as ações da BRF tiveram o pior desempenho do setor: caíram 12,9%. Este ano, os papéis acumulam perdas de 4,8%. Ao que parece, nem toda aquisição vai melhorar o ânimo dos investidores.