3 ações que fizeram a alegria do mercado nesta semana

O Ibovespa fechou a semana a semana em alta de 1,64%

São Paulo – O Ibovespa fechou a semana em alta de 1,64%. Entre as ações que tiveram o melhor desempenho no período estão a Braskem, a Cesp e a Eletrobras

As ações preferenciais da Braskem acumularam ganhos de 17,78%. A companhia foi uma das empresas que divulgaram os dados referentes ao primeiro trimestre. No período, o lucro líquido foi 204 milhões de reais, resultado 49% inferior ao anotado nos três primeiros meses do ano passado.

Esta semana, a empresa também afirmou que analisa a possibilidade de construir uma nova linha de produção de polipropileno (PP) nos Estados Unidos. O projeto teria uma capacidade superior a 300 mil toneladas anuais e pode ser concluído ainda nesta década.

Cesp

As ações preferenciais da CESP fecharam a semana em alta de 14,74%. A companhia calculou em  6,7 bilhões de reais o valor a ser recebido por investimentos não amortizados realizados na usina Três Irmãos, porém o governo federal apresentou uma conta distinta, de 1,7 bilhão de reais.

Enquanto dão andamento à discussão a respeito do valor total, a Cesp pleiteia o recebimento do valor calculado pelo próprio governo federal, chamado de incontroverso.


Eletrobras

Os papéis preferencias da Eletrobras acumularam ganhos de 17,71% na Bolsa, nesta semana. Uma reportagem publicada pela Reuters nesta semana afirma que a companhia pretender vender o controle da goiana Celg D e de suas outras distribuidoras. Segundo a agência de notícia, a ideia da estatal é vender o controle de todas as distribuidoras.

No caso da Celg D, o primeiro passo foi dado com a publicação no Diário Oficial desta quarta-feira de recomendação do Conselho Nacional de Desestatização (CND) para que a presidente Dilma Rousseff aprove a inclusão da distribuidora de energia no Programa Nacional de Desestatização (PND).

Além do controle da Celg, a Eletrobras quer vender a participação majoritária que possui nas distribuidoras de Alagoas, Piauí, Rondônia, Acre, Amazonas e Roraima.