10 novidades sobre o mercado que você precisa saber

O Itaú ofereceu uma oferta melhor que a do Santander e está mais perto de comprar as operações de varejo do Citi

São Paulo – Confira as principais novidades do mercados desta quarta-feira (21):

Moro aceita denúncia e Lula vira réu na Lava Jato

O juiz Sergio Moro, da Justiça Federal de Curitiba, acolheu nesta terça-feira (20) a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex em Guarujá (SP).

Essa é a primeira vez que o petista vira réu no âmbito da Operação Lava Jato. Ele, contudo, já responde a uma ação penal por suspeita de tentativa de barrar as investigações de corrupção na Petrobras.

BM&FBovespa muda horário de negociação a partir de outubro

O horário de negociação de papéis na Bovespa será alterado no próximo mês. A partir do dia 17 de outubro, o pregão ganhará uma hora a mais e fechará às 18h. 

A mudança tem como motivo o início do horário de verão no Brasil e o témino do horário de verão nos Estados Unidos.  O novo horário fica em vigor até março de 2017.

Fed inicia sua reunião de política monetária

reunião do Federal Reserve dos EUA começou na terça-feira (20), às 17h GMT (14h no horário de Brasília), e as decisões serão anunciadas hoje (21), às 18h GMT (15h no horário de Brasília). A expectativa é de que a taxa de juros siga inalterada. 

O Fed também divulgará uma revisão de suas expectativas de crescimento na economia americana, o desemprego e a inflação para 2017 e 2018.

Itaú é favorito para comprar varejo do Citi

O Itaú passou a ser o favorito para comprar as operações de varejo do Citi no Brasil, depois de ter feito uma proposta melhor que a do Santander, segundo o Valor Econômico.

Duas fontes do jornal afirmaram que o Itaú obteve o direito de negociar com exclusividade a compra dos ativos do banco.

Dona da Claro pode comprar a Oi mesmo fatiada

A América Móvil, dona da Claro, tem interesse em comprar a Oi, mesmo que seja em partes, de acordo com o Valor Econômico.

O negócio vai depender do que a empresa liberar para a venda e da regulação brasileira. Especialistas acreditam que uma compra é pouco provável, já que criaria uma concentração muito grande de mercado.

Desinvestimentos prometem salvar a Petrobras

O plano de negócios da Petrobras para os próximos cinco anos contempla redução de dívida e pesados cortes em aportes e custos.

Dentro da nova estratégia que promete salvar a gigante da crise, ganharam destaque os desinvestimentos.

Obras de Angra 3 podem voltar em 2017, prevê Eletronuclear

O Conselho de Política Energética deve tomar uma decisão sobre a retomada das obras da usina nuclear Angra 3 até dezembro próximo e a expectativa é que a construção seja reiniciada em 2017.

As obras de Angra 3 estão paradas desde setembro do ano passado. Alguns contratos estão suspensos e outros estão sendo rescindidos.

JBS investiga vazamento de amônia em unidade em Goiás

Na manhã desta terça, o corpo de bombeiros de Goiânia trabalhou em um vazamento de amônia na unidade da JBS, em Senador Canedo, cidade da região metropolitana de Goiâna.

As investigações ainda não começaram, mas a empresa JBS diz que está investigando a causa do vazamento.

Maioria dos acordos salariais fica abaixo da inflação

Mais da metade das negociações salariais de agosto ficaram abaixo da inflação, segundo levantamento da Fipe divulgado pela Folha de S.Paulo.

De 167 negociações analisadas, 17 levaram à redução de salário e jornada, além de ficar abaixo do INPC do período.

CEO diz que Wells Fargo soube de fraude de cartões em 2013

John Stumpf, CEO do banco Wells Fargo, disse que descobriu os primeiros indícios de fraudes em 2013 e que “deveria ter feito mais, mais cedo”. 

O banco norte-americano, que tem 40 milhões de clientes na sua divisão de varejo, está sendo criticado por fraude na abertura de cartões de crédito fictícios no nome de clientes sem que estes soubessem, para aumentar os números de vendas da empresa.