10 novidades sobre o mercado que você precisa saber

Petrobras deve aceitar compartilhar o controle da BR Distribuidora para fechar negócio

São Paulo – Confira as principais novidades do mercado desta sexta-feira (15):

Ataque com caminhão mata mais de 80 pessoas na França

Um caminhão atropelou e matou mais de 80 pessoas na cidade de Nice, sudeste da França, durante a festa da Queda da Bastilha, informaram as autoridades, que qualificaram o incidente de atentado.

De acordo com o procurador de Nice, Jean-Michel Prêtre, o caminhão circulou por dois quilômetros no meio da multidão, reunida para ver os fogos de artifício por ocasião da data, feriado nacional na França.

Após o drama, o país observará três dias de luto nacional, anunciou o primeiro-ministro Manuel Valls.

 Advent, GP Investment e Vitol estão no páreo para comprar a BR

Os fundos Advent, GP Investment e a trading de energia Vitol, da Holanda, estão no páreo para a compra de fatia da BR, de acordo com o jornal Estado de S. Paulo. Conforme a revista EXAME já havia antecipado na coluna Primeiro Lugar, a Petrobras pode ceder e aceitar compartilhar o controle da BR Distribuidora para fechar o negócio, ao invés de apenas vender fatia minoritária.

Acidente e Zelotes alteram quadro de sucessão no Bradesco

Na reta final da disputa pela sucessão da presidência do Bradesco, dois candidatos que eram menos cotados agora aparecem como favoritos ao cargo, segundo o Valor Econômico.

Alexandre da Silva Glüher, vice-presidente executivo responsável pelo setor jurídico e controle interno, e Maurício Machado de Minas, também vice-presidente executivo responsável pela área de TI, agora são fortes candidatos a suceder Luiz Carlos Trabuco.

Até novembro do ano passado, Marco Antônio Rossi era o favorito para a sucessão, mas ele morreu em um trágico acidente de avião. Já Domingos Figueiredo de Abreu, outro candidato forte, perdeu espaço depois de ter sido indiciado na operação Zelotes.

Pokémon Go faz ação da Nintendo subir 93% em 7 sessões

A ação do grupo japonês Nintendo subiu cerca de 10% nesta sexta-feira na bolsa de Tóquio, encorajada pelo jogo Pokémon Go, que a fez ganhar 93,2% em sete sessões.

O título aumentou no fechamento a 27.780 ienes (+9,80%), pouco mais de uma semana depois do lançamento do Pokémon Go em três países (Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia) e depois na Alemanha.

Bayer melhora oferta pela Monsanto

O grupo alemão de produtos químicos Bayer anunciou detalhes de uma nova e mais atraente oferta de 64 bilhões de dólares pela Monsanto, em uma tentativa de colocar a companhia de sementes sob pressão para aceitar a proposta.

O movimento mostra que as duas companhias fizeram pouco progresso em suas negociações desde que a Monsanto rejeitou um lance anterior da Bayer dizendo que ainda estava aberta a “conversas contínuas e construtivas”.

O presidente executivo da Monsanto, Hugh Grant, disse no mês passado que a companhia estava em negociações com a Bayer e outras companhias do setor sobre “opções estratégicas alternativas”.

PIB chinês cresce 6,7% no 2º trimestre, na comparação anual

A taxa de crescimento da economia da China se manteve inalterada no segundo trimestre, de acordo com dados oficiais divulgados nesta sexta-feira (horário local), indicando que os estímulos do governo podem estar tendo algum efeito.

O produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 6,7% no segundo trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, mantendo o mesmo ritmo registrado no trimestre anterior, segundo o Escritório Nacional de Estatísticas.

O número veio ligeiramente acima da média prevista por 16 analistas consultados pelo Wall Street Journal, de crescimento de 6,6%.

Governo prevê acrescentar R$ 8 bilhões com impostos em 2017

O governo trabalha com o cenário de aumento e/ou criação de novos impostos em 2017 para gerar receitas adicionais de 8 bilhões de reais, em mais um esforço para tentar melhorar as contas públicas do país.

Em ofício à Comissão Mista de Orçamento (CMO), o Ministério do Planejamento informou que esses recursos extras virão com “alteração de alíquotas, ampliação da base de cálculo ou majoração ou criação de tributo ou contribuição”.

A CMO votou nesta quinta-feira o texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017, que contém a projeção de déficit primário de 139 bilhões de reais para o governo central.

Anatel deve aprovar transferência de controle da Oi

A Justiça do Rio deferiu o pedido da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para estabelecer a aprovação prévia da própria agência a eventual transferência do controle societário das empresas Oi S/A e Telemar Norte Leste S/A e troca dos membros do Conselho de Administração da companhia.

A decisão também aborda a cessão de outorga das empresas em recuperação judicial para eventual alienação, oneração e substituição de seus bens reversíveis.

O juiz da 7ª Vara Empresarial da justiça do Rio, Fernando Viana, também acatou pedido das empresas do Grupo Oi e determinou a imediata intimação da Anatel para que a agência não exija, na renovação do Termo de Autorização do serviço, a garantia necessária ao resguardo dos compromissos de abrangência até que seja apontado o novo valor a ser dado em garantia, o que dependerá da verificação dos compromissos já executados.

PDG tira exclusividade de venda de ativos a Votorantim e BV

A PDG Realty informou o fim do prazo para negociações exclusivas para venda de ativos para o Banco Votorantim e a BV Empreendimentos e Participações, e fez acordo com para reestruturar notas promissórias.

“A companhia voltará a procurar outras alternativas para maximizar o valor dos ativos imobiliários compreendidos na avaliação de ativos”, informou em fato relevante.

A empresa informou em janeiro que pretendia vender terrenos e imóveis avaliados em 461 milhões de reais para reduzir dívida e reforçar seu caixa.

Especulação imobiliária nos EUA ressurge e acende alerta

Quase nove anos depois do colapso do mercado de imóveis residenciais nos EUA ter embalado uma recessão, o diretor sênior da RealtyTrac, Daren Blomquist, volta a enxergar o sinal vermelho.

A mesma especulação fervilhante que instigou a bolha de preços das casas está reaparecendo na parcela exagerada de imóveis tomados por falta de pagamento que são arrematados em leilão por agentes interessados na revenda.

Essa parcela chegou ao recorde de 31 por cento em junho, de acordo com dados que a RealtyTrac começou a compilar em 2000.

Muitos desses especuladores são pessoas físicas inexperientes, disse Blomquist. Ao mesmo tempo, os investidores institucionais, que também fazem parte da categoria de especuladores que compram pelo menos 10 propriedades por ano, estão saindo do mercado.

Texto atualizado às 8h36