10 novidades do mercado que você precisa saber

Fundos indicam nomes independentes ao conselho da Petrobras

São Paulo – Veja o que você precisa saber.

1-Empresa holandesa aceita indenizar Petrobras em RS 5,3 bi. Após ter confessado o pagamento propina em troca de contratos com a Petrobras no Brasil, a companhia holandesa SBM aceitou indenizar a estatal em US$ 1,7 bilhão, o equivalente a R$ 5,3 bilhões, segundo reportagem publicada pelo jornal “Folha de S. Paulo” nesta quarta-feira (8).

2-Aprovação do Cade é pré-condição a união com BG, diz Shell. A multibilionária compra da BG anunciada na manhã desta quarta-feira pela Shell precisa ser aprovada por algumas autoridades internacionais de defesa da concorrência.

3-Fundos indicam nomes independentes ao conselho da Petrobras. Fundos de investimento se organizaram mais uma vez para indicar novos nomes independentes ao conselho de administração da Petrobras.

4-Mercado de capitais está perto de reabrir, vê Bradesco BBI. O mercado de capitais está prestes a reabrir para empresas brasileiras, com investidores estrangeiros atentos ao ajuste fiscal do país e aos preços mais atrativos devido à depreciação cambial, disse um executivo do Bradesco nesta terça-feira.

5-Após falar com Levy, Jucá propõe unificar alíquota de ICMS. Na tentativa de retomar a discussão da reforma tributária, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) vai apresentar aos líderes partidários da Casa uma nova proposta para unificar as alíquotas do ICMS.

6-IGP-DI tem alta de 1,21% em março, diz FGV. O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 1,21% em março, ante elevação de 0,53% no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quarta-feira.

7-Câmara deve votar lei da terceirização nesta quarta-feira. A Câmara dos Deputados aprovou na noite de terça-feira o regime de urgência para o projeto de lei que regulamenta a terceirização de trabalhadores, tema polêmico que conta com a oposição do PT e de alguns sindicatos e que levou o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a pedir alterações no texto por temores com a queda de arrecadação dos tributos trabalhistas.

8-Lideranças da base aliada se comprometerão com ajuste fiscal. Durante reunião com a presidente Dilma Rousseff, os presidentes e líderes de partidos da base aliada no Congresso concordaram em reafirmar o compromisso com o ajuste fiscal que o governo vem promovendo.

9-Fitch mantém ratings de construtoras em observação negativa. A agência de classificação de risco Fitch manteve os ratings dasconstrutoras Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Norberto Odebrecht e Queiroz Galvão em observação para possível rebaixamento.

10-Cepal corta previsão de crescimento da AL devido Brasil. A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) afirmou nesta terça-feira que revisou para baixo sua projeção de crescimento da região em 2015 para 1%, pressionada por uma recessão no Brasil e pela expansão nula da América do Sul diante de um cenário global mais complexo para o bloco.