10 novidades do mercado que você precisa saber

Embraer tem lucro líquido de R$242 mi no 4º trimestre

São Paulo – Veja o que você precisa saber.

1- Carrefour está pronto para IPO no Brasil em 2015, diz CFO. O vice-presidente financeiro do Carrefour, segunda maior varejista do mundo, reiterou que a companhia está pronta para uma oferta pública inicial de ações (IPO) no Brasil em 2015 e que as condições do mercado permitem a operação.

2- Lucro do Carrefour cai a 1,25 bilhão de euros em 2014. O Carrefour anunciou que teve lucro líquido de 1,25 bilhão de euros em 2014, ligeiramente menor que o ganho de 1,26 bilhão de euros registrado no ano anterior.

3- Eike representa frustração do Brasil, diz Forbes. Em artigo publicado hoje, a Forbes afirma que o empresário Eike Batista representa uma velha frase usada para definir o Brasil: “O Brasil é o país do futuro – e sempre será”.

4- Prejuízo da Minerva aumenta para R$312 mi no 4º tri. Minerva Foods, uma das principais produtoras de carne bovina da América do Sul, teve aumento do prejuízo no quarto trimestre de 2014.

5- Suzano eleva prejuízo, mas tem lucro operacional recorde. A Suzano Papel e Celulose aumentou o prejuízo no quarto trimestre para 197 milhões de reais, afetada pelo efeito da depreciação do real em sua dívida denominada em dólar, enquanto teve lucro operacional recorde com o aumento do preço e das vendas de celulose.

6- Embraer tem lucro líquido de R$242 mi no 4º tri. A fabricante de aeronaves Embraer teve lucro líquido de 242 milhões de reais no quarto trimestre, frente 607,2 milhões de reais no mesmo período de 2013.

7- Lucro líquido da CCR no 4º trimestre avança 25,37%. O grupo de concessões CCR registrou lucro líquido de R$ 383,9 milhões no quarto trimestre de 2014, alta de 25,3% na comparação com o resultado de igual período do ano anterior.

8- Duratex compra Ducha Corona por R$ 88,5 mi. A Duratex assinou proposta vinculativa de compra da Ducha Corona, especializada na fabricação de chuveiros e torneiras elétricas, pelo valor de R$ 88,5 milhões.

9- Petrobras deve se beneficiar de relação com bancos, diz S&P. A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) acredita que a Petrobras vai se beneficiar do seu bom relacionamento com os bancos privados e públicos para ter acesso a crédito, ainda que passe por dificuldades financeiras decorrentes da Operação Lava Jato.

10- Divergência de R$ 88 bi causou demissão de Graça Foster. O escândalo de subornos e lavagem de dinheiro envolvendo a gigantesca petrolífera controlada pelo Estado, a Petrobras, estava crescendo no fim de janeiro, quando a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, recebeu telefonemas de dois de seus principais nomeados.