10 notícias para lidar com os mercados nesta terça-feira

Índices futuros recuam em Wall Street, mas na Europa o mercado local ensaia reação após BC da Suíça intervir para evitar a apreciação da moeda local frente ao euro

São Paulo – Aqui está o que você precisa saber:

1 Mercados: BC da Suíça intervém; Wall Street deve abrir em baixa. Os índices futuros em Nova York operam em queda nesta terça-feira, sinalizando uma abertura negativa para o pregão em Wall Street, enquanto as ações europeias ensaiam reação, principalmente após o Banco Central da Suíça anunciar que vai limitar a apreciação da moeda a 1,2 por euro, informa a Bloomberg. O franco, uma das moedas que os investidores buscam em meio a incertezas, vinha se valorizando em níveis históricos, ameaçando as exportações da Suíça. Entre as commodities, o petróleo recua diante dos temores sobre o desaquecimento global.

Agenda Econômica | No Brasil, o destaque vai para a publicação do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) às 9 horas (horário de Brasília) e referente ao mês de agosto. Nos EUA, os investidores acompanham a divulgação às 11 horas do ISM Services, indicador considerado um termômetro do setor de serviços dos Estados Unidos.

2 UE confirma arrefecimento da economia no 2º trimestre. A economia da União Europeia (UE) e da Zona do Euro cresceu no segundo trimestre apenas 0,2% em relação aos três primeiros meses deste ano, segundo dados da agência europeia de estatística, a Eurostat, o que confirma as primeiras estimativas que já apontavam a um arrefecimento da atividade econômica. Enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) da UE aumentou 0,8% entre janeiro e março de 2011, no segundo trimestre o crescimento se reduziu a 0,2%.

3 Bird descarta que EUA e Europa estejam a caminho de 2ª recessão. O presidente do Banco Mundial (Bird), Robert Zoellick, descartou nesta terça-feira que as economias dos Estados Unidos e da Europa se encaminhem rumo a uma segunda recessão. Durante uma entrevista coletiva em Cingapura, Zoellick destacou que uma das formas que a Europa tem de combater a crise é aumentar a unidade e a cooperação financeira.

4 Obama sinaliza plano de infraestrutura e isenção fiscal. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sinalizou ontem que irá propor um importante programa de infraestrutura e uma extensão da isenção de impostos sobre folha de pagamento no aguardado discurso sobre emprego marcado para a quinta-feira, durante sessão conjunta do Congresso americano. Em discurso, ele buscou tomar a iniciativa na abertura de uma semana na qual situação e oposição estarão concentradas na apresentação de ideias para estimular a criação de empregos nos EUA.

5 É forte a preocupação do governo com a crise global. É grande a preocupação do governo com a economia e este foi um dos temas que dominou a reunião de coordenação política do governo hoje, comandada pela presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, segundo fontes, fez um novo balanço do “momento delicado” pelo qual passa a economia do mundo, lembrando que no Brasil as autoridades estão em vigilância, para evitar sobressaltos.


6 “Apertem os cintos. Será uma semana volátil”, avisa Pimco. A semana começou tensa para os mercados financeiros e deve continuar assim nos próximos dias, avalia Mohamed El-Erian. “Está se moldando um retorno difícil para os mercados americanos após o feriado do Dia do Trabalho com a forte queda das ações europeias e com a perda de parte do controle que o Banco Central Europeu (BCE) tem exercido sobre o mercado de títulos soberanos da Zona do Euro”, afirmou o CEO e co-chefe de investimentos da Pimco, maior gestora de títulos de dívida do mundo.

7 Vale pode vender frota de supercargueiros a chineses. A Vale está negociando a venda ou arrendamento de sua frota de supercargueiros para armadores chineses. A informação é da agência de notícias Reuters. Para fechar um acordo, a mineradora quer a garantia de que os meganavios serão usados apenas para o transporte de minério entre Brasil e China. A declaração foi dada à agência de notícias pelo diretor global de marketing da Vale, Pedro Gutemberg.

8 Petrobras aumenta exportações de petróleo para Ásia. A Petrobras aumentou suas exportações de petróleo para a Ásia para 38% do total do país neste ano, ampliando sua participação em economias com mercados de energia em rápida expansão. As exportações devem aumentar ante os 34% de 2010, disse Guilherme Franca, administrador global de petróleo da empresa.

9 Minerais: governo quer limitar prazo para explorar jazidas. O governo quer limitar em 20 anos o prazo para a exploração de jazidas minerais. Essa é a proposta que está sendo fechada com a presidente Dilma Rousseff para o novo marco regulatório da mineração, a ser enviado ao Congresso em breve, revelou uma fonte do governo ao jornal O Estado de S. Paulo. Hoje as outorgas concedidas para a atividade mineradora não têm prazo de validade.

10 Petrobras chega a entendimento com sindicatos marítimos. A Petrobras chegou a um entendimento com sindicatos de marítimos que pode reduzir a burocracia na contratação de mão de obra em navios estrangeiros afretados pela empresa e que operam no Brasil, informa reportagem do jornal Valor Econômico. Os sindicalistas concordaram em ser dispensados de consulta feita pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) caso a Petrobras solicite prorrogação de prazo para admitir marítimos brasileiros nas embarcações afretadas.