10 notícias para lidar com os mercados nesta terça-feira

Robert Shiller minimizou o risco de que os EUA possam cair em um default histórico; mas na quinta-feira, o Tesouro já não estará autorizado a emitir dívida

São Paulo – Veja o que você precisa saber nesta terça-feira.

1. Nobel de Economia minimiza risco de calote dos EUA

Robert Shiller, premiado com o Nobel de Economia nesta segunda-feira junto com outros dois americanos, minimizou o risco de que os Estados Unidos possam cair em um default histórico de consequências caóticas. “Acho que a crise será resolvida. Não veremos um default. E, se virmos, será por um dia ou algo assim, inclusive se for por mais tempo, não é o fim do mundo”, afirmou. Para Shiller, o maior problema hoje em dia é a crescente desigualdade nos Estados Unidos e no resto do mundo, que corre o risco de piorar.

Mas, o país tem pouco tempo, na quinta-feira, o Tesouro já não estará autorizado a emitir dívida e terá apenas 30 bilhões de dólares disponíveis para eventuais pagamentos, de acordo com o secretário da pasta, Jack Lew. Sobre as datas possíveis para o calote, o Escritório de Orçamento do Congresso (CBO, na sigla em inglês) especula entre o dia 22 e o final do outubro.

2. Mubadala e Trafigura controlarão porto da MMX

O empresário Eike Batista cedeu o controle de seu porto de minério de ferro para a trading holandesa Trafigura Beheer e para o fundo soberano de Abu Dhabi, Mubadala, em um acordo de 996 milhões de dólares que tira dívidas de suas mãos e assegura novo investimento no porto. O esforço mais recente do empresário para evitar o colapso do grupo EBX segue a venda de outros ativos importantes e vem em meio a negociações com os credores da petrolífera OGX

3. China permite que investidores em Londres apliquem em iuane

A China vai permitir que investidores com sede em Londres comprem até 80 bilhões de iuanes (o equivalente a 13,1 bilhões de dólares) em ações, bônus e instrumentos do mercado monetário negociados dentro do país, numa medida que dá fôlego à capital britânica se tornar o próximo centro de negociação offshore de iuan além de Hong Kong.


4. China faz apelo para EUA solucionarem impasse fiscal

Ainda sobre a China, o vice-ministro das Finanças da China, Zhu Guangyao, cobrou que o governo dos Estados Unidos tome “medidas concretas” para impedir o abismo fiscal e evitar o default de bônus da dívida. A China é o maior detentor de papéis da dívida norte-americana.

5. Dívida líquida em queda é a que interessa, diz Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, rebateu as críticas de que os aportes do Tesouro ao BNDES ampliaram a dívida bruta federal e disse que a redução desses repasses ocorre “independentemente das críticas”. Segundo Mantega, a dívida bruta do governo federal está em 60% do PIB e, assim, “está sob controle e não vai aumentar”.

6. Ações asiáticas avançam por expectativas de acordo nos EUA

A expectativa de um acordo em Washington para reabrir o governo dos Estados Unidos e evitar um possível default levaram as ações asiáticas às máximas em quase cinco meses nesta terça-feira – apesar de os investidores seguirem cautelosos com a proximidade do prazo, pois ainda não está totalmente afastada a possibilidade de um default.

7. BTG Pactual inicia suas atividades no México

O BTG Pactual anunciou ontem que recebeu aval para começar suas operações no México, a segunda maior economia da América Latina. As atividades começarão pela área de banco de investimentos. Posteriormente, os planos são de oferecer serviços de gestão de ativos e de gestão de patrimônio. O aval foi dado pelo Banco Central do Brasil e pela Comissão nacional Bancária e de Valores do México.

8.Justiça condena TIM a pagar indenização de R$ 5 mi

A TIM foi condenada a pagar 6 mil reais a uma consumidora, a título de danos morais, por propaganda enganosa de um dos serviços oferecidos pela companhia. Mas, além dessa consumidora, a operadora deverá “suportar uma condenação de 5 milhões de reais, referente ao dano social que vem ocasionando à coletividade”. A reparação pelo dano social será repartida entre a Santa Casa de Jales e o Hospital do Câncer do município.


9. Infraero corta gastos de manutenção em aeroportos

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) determinou cortes substanciais nos contratos de manutenção preventiva dos aeroportos que administra. As medidas foram adotadas apesar de alertas de que podem comprometer a segurança. O objetivo é reduzir gastos de custeio diante da previsão de prejuízo operacional de 391,1 milhões de reais.

10. Confiança dos investidores da alemanha sobe em outubro

A confiança dos analistas e investidores alemães subiu acima das expectativas em outubro diante de sinais de que a recessão na zona do euro está ficando para trás e a crise do bloco parece ter terminado por ora, mostrou uma pesquisa divulgada nesta terça-feira.