10 notícias para lidar com os mercados nesta sexta-feira

Hering pode cair após resultado abaixo do esperado; ações asiáticas caem após resultados de Google e Microsoft

São Paulo – Aqui está o que você precisa saber.

Bônus: Banco Central decreta intervenção no Banco BVA. O Banco Central declarou na manhã desta sexta-feira intervenção no banco BVA “em decorrência do comprometimento da sua situação econômico-financeira e do descumprimento de normas que disciplinam a atividade da instituição”. A instituição é controlada por José Augusto dos Santos e pelo financista Ivo Lodo.

1- Hering pode cair após resultado abaixo do esperado. As ações da Hering (HGTX3) podem enfrentar um pregão complicado nesta sexta-feira com os investidores avaliando os resultados apresentados após o fechamento dos mercados na quinta-feira. Os papéis da varejista de vestuário reagiram mal ao anúncio e atingiram a variação máxima negativa permitida nas negociações do after-market, chegando a 45,53 reais. No pregão regular, a cotação final foi de 46,45 reais. 

2- Cia Hering tem lucro menor no 3º trimestre. A varejista de roupas Cia Hering teve queda de 14,2 por cento no lucro do terceiro trimestre na comparação anual, resultado abaixo do esperado por analistas e ainda contaminado pela fraqueza econômica do Brasil vista no primeiro semestre. A Cia Hering reportou nesta quinta-feira lucro líquido de 54,6 milhões de reais de julho a setembro, contra 63,7 milhões de reais um ano antes e comparado à previsão média de analistas de 68,2 milhões de reais, segundo pesquisa Reuters. 

3- Lucro da Microsoft cai 22% no primeiro trimestre fiscal. O lucro da Microsoft no primeiro trimestre fiscal caiu 22% com a queda das vendas nas divisões Windows e Windows Live antes da divulgação do novo sistema operacional Windows 8, embora o lucro ajustado tenha superado as expectativas dos analistas. No trimestre encerrado em 30 de setembro, a Microsoft teve lucro de US$ 4,47 bilhões, ou US$ 0,53 por ação, abaixo dos US$ 5,74 bilhões, ou US$ 0,68 por ação, na comparação com o mesmo período do ano passado. 

4- Vale não é uma opção para o curto prazo, diz Itaú BBA. A queda na produção e a desaceleração na economia chinesa tornam a ação da Vale uma má opção para compra no curto prazo. Segundo o Itaú BBA, a perspectiva para o curto prazo é negativa e por isso o banco de investimentos rebaixou os papéis preferenciais de classe A da mineradora para desempenho em linha com a média do mercado (market perform) e estipulou um novo preço-alvo de 42 reais por ação para 2013. 

5- Ações asiáticas caem após resultados de Google e Microsoft. As ações asiáticas caíram nesta sexta-feira, com o setor de tecnologia afetado por resultados decepcionantes do Google e da and Microsoft Corp .O setor de tecnologia liderou as perdas nesta sexta-feira, caindo 1,33 por cento depois que os lucros e a receita do terceiro trimestre do Google vieram abaixo das expectativas e seu setor de publicidade desacelerou, enviando as ações da empresa para uma queda de 8 por cento, enquanto o lucro trimestral da Microsoft recuou mais que o esperado, prejudicado por quedas nas vendas de PC. 


6- Brasil deve ter menos IPOs neste ano que na crise pós-Lehman. O número de ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) no Brasil neste ano deve ser inferior –ou no máximo igualar– ao registrado em 2008, quando teve início a crise financeira global com a quebra do banco norte-americano Lehman Brothers. Faltando menos de três meses para o fim de 2012, a bolsa brasileira registrou apenas três IPOs neste ano –da fabricante gaúcha de móveis planejados Unicasa, da empresa de aluguel e venda de veículos Localiza e do banco de investimentos BTG Pactual. 

7- Espanha garante que resgate não é urgência. O governo espanhol garante que a possibilidade de pedir ajuda financeira à União Europeia (UE) não é uma urgência e que para adotar uma decisão definitiva é preciso esperar que o Banco Central Europeu (BCE) tenha perfeitamente definido o instrumento para a compra de bônus.

8- Debêntures sofrem impacto de redução de tarifa elétrica. A determinação do governo de que companhias elétricas façam uma redução em suas tarifas começa a afetar os títulos de dívida das empresas do setor após a perda de US$ 9,5 bilhões no mercado de ações. Investidores do mercado de renda fixa exigiram que a Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo SA, maior distribuidora de energia do País, pagasse um spread adicional de 0,15 ponto percentual no rendimento das debêntures de seis anos emitidas este mês a uma taxa de cerca de 8,4 por cento. A empresa flexibilizou os termos da dívida, permitindo-se apresentar fluxos de caixa menores nos próximos anos sem ter que automaticamente acionar a cláusula de pré-pagamento dos títulos.

9- Governo planeja dar incentivos a FIDCs de infraestrutura. O governo planeja dar incentivos fiscais a fundos de investimento em direitos creditórios, ou FIDCs, de infraestrutura. A medida é parte do esforço para desenvolver o mercado de capitais local. Uma medida provisória que será publicada até o fim deste ano vai isentar de Imposto de Renda o investidor estrangeiro e a pessoa física local que comprar cotas dos FIDCs, além de fornecer um desconto de 10 pontos percentuais no IR para o investidor institucional local, disse Ernesto Lozardo, consultor da presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, em entrevista ontem em São Paulo.

10- Tombini impõe estilo e “vence” mercado com Selic histórica. “Assegurar a estabilidade do poder de compra da moeda e um sistema financeiro sólido e eficiente”. Essa frase está no topo do site do Banco Central na internet e resume a missão da autoridade monetária brasileira, mas durante a gestão de Alexandre Tombini – que assumiu o cargo no início de 2011 – a preocupação com o crescimento econômico e a crise financeira internacional ganhou uma importância maior. Foi esse o principal motivo para o desentendimento entre os economistas e operadores do mercado financeiro e o novo líder do BC. Enquanto as projeções indicavam a possibilidade de uma inflação persistente acima da meta, o Copom (Comitê de Política Monetária) nem deu bola e, de maneira inesperada, iniciou o histórico ciclo de cortes na Selic que a levaria ao menor nível já visto e que até culminou com a temida mudança na poupança. 

Bônus 2: Cerveja custa 20 minutos de trabalho no Brasil. O brasileiro precisa trabalhar pouco mais de 20 minutos para conseguir comprar meio litro de cerveja, segundo pesquisa do UBS publicada pela revista The Economist. O tempo médio dos 150 países pesquisados é de exatos 20 minutos. Mas, no Brasil o preço de venda, em dólares, de meio litro de cerveja é de 1,70 dólar enquanto a média mundial é de 1,55 dólar.

Com Agência Estado, Bloomberg, EFE, Reuters.