10 notícias para lidar com os mercados nesta sexta-feira

As bolsas sobem na Europa e os índices futuros nos EUA avançam após os principais países europeus divulgarem dados que mostraram crescimento econômico acima do esperado

São Paulo – Aqui está o que você precisa saber:

1 – Agenda: Petrobras apresenta balanço; Europa divulga PIB. A sexta-feira (13) é dominada pela divulgação do balanço trimestral do segundo papel de maior peso no Ibovespa, a Petrobras, após o fechamento do mercado. No exterior, números do PIB de algumas das principais economias da Europa e da Zona do Euro concentram as atenções dos investidores internacionais, ao lado dos indicadores de preços e de confiança do consumidor nos Estados Unidos.

Temporada de resultados: no calendário corporativo brasileiro, além da Petrobras, está marcada a divulgação de balanços da CCDI, Wilson Sons, Alpargatas, Banco Cruzeiro do Sul, BR Properties, Cesp, Cemig, Light, Brasil Foods, OHL Brasil, Iguatemi, Centrais Elétricas Brasileiras e Pão de Açúcar. O Banco Panamericano também divulga seus números amanhã. Na Europa, Credit Agricole, Telefónica, ThyssenKrupp, European Aeronautic Defence and Space e Volkswagen apresentam seus resultados. Já nos EUA, não estão programados balanços que possam influenciar o mercado.

2 – Mercados: bolsas e commodities sobem com Europa e China. As principais bolsas, as commodities e o euro sobem após a Zona do Euro registrar crescimento superior ao esperado, liderada pelas economias da Alemanha e França. O cobre e as ações chinesas avançaram com especulação de alta menos intensa dos juros na China. O iene se valoriza após um atentado no Paquistão, que matou 80 pessoas e foi reivindicado pelo Taliban como vingança pela morte de Osama bin Laden.

3 – Morgan Stanley emitirá títulos em reais atrelados à inflação. O Morgan Stanley está seguindo os passos do Banco Votorantim ao fazer a primeira venda captação internacional com títulos denominados em reais e atrelados aos preços ao consumidor desde 2007. O banco americano também quer aproveitar a demanda criada pela maior inflação em seis anos no Brasil.

4 – Bancos de investimentos do Brasil nacionalizam 66% dos IPOs. Os bancos de investimentos brasileiros estão ganhando terreno na competição com os estrangeiros pelo lançamento de ofertas de ações por empresas, informa reportagem do Valor Econômico. Das 12 operações deste ano, as instituições nacionais aparecem liderando oito delas (66%). Em duas dessas ofertas – Magazine Luiza e Gerdau – foram levantados no mercado de capitais R$ 5,8 bilhões sem a participação de bancos estrangeiros no processo.

5 – PIBs da Zona do Euro e da UE crescem 0,8% no 1º trimestre. A economia dos países da Zona do Euro e da União Europeia teve expansão de 0,8% no primeiro trimestre de 2011, em comparação com o trimestre anterior, segundo dados publicados hoje pelo Eurostat, o escritório estatístico comunitário. Destaque para o avanço de 1,5% da Alemanha nos três primeiros meses do ano, frente ao trimestre anterior, e para a alta de 1% da França. Já a Holanda cresceu 0,9%.

6 – Hypermarcas negocia venda de Etti e Assolan, diz jornal. A Hypermarcas colocou à venda a Etti, marca de molhos e conservas, e a Assolan, marca de produtos de limpeza, segundo reportagem do jornal Valor Econômico. De acordo com o texto, Cosan e a Bunge já foram consultadas para a compra da Etti. A Bombril também foi procurada pela Hypermarcas, mas decidiu não aceitar as ofertas.

7 – JBS tem perspectiva de rating elevada pela Standard & Poor’s. A JBS teve a perspectiva da nota de sua dívida elevada de estável para positiva pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P), segundo comunicado obtido pela Bloomberg. A perspectiva também se aplica à unidade da empresa nos Estados Unidos, a JBS USA. A agência também confirmou a nota de BB à dívida da companhia.

8 – Preço de depilação pode ferir Tombini na luta contra a inflação. Se você procura por serviços de depilação, provavelmente vai perceber que os preços estão subindo. E se você é da equipe econômica do governo, isso é um problema. Assim como serviços mais prosaicos, como concerto de automóvel e odontologia, o preço da depilação está ultrapassando a maioria dos outros componentes da economia. Isso vem elevando a inflação acima da meta do governo e pode forçar o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, a prolongar os aumentos de juros este ano.

9 – Lucro líquido da BM&FBovespa cai 5,2% no 1º trimestre. O lucro líquido ajustado da BM&FBovespa chegou a 384,2 milhões de reais no primeiro trimestre de 2011, uma queda de 5,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O principal motivo para o lucro menor foi o crescimento de 41% nas despesas operacionais, que alcançaram 188,7 milhões de reais no período.

10 – Lucro do Pão de Açúcar cai 34,9% no primeiro trimestre. A rede varejista Pão de Açúcar registrou um lucro líquido consolidado, que inclui as vendas da Casas Bahia e do Ponto Frio, de 110,85 milhões de reais no primeiro trimestre deste ano, um resultado 34,9% abaixo do verificado no mesmo período do ano passado. O lucro líquido da empresa apenas nas operações de venda de alimentos, em bandeiras como Pão de Açúcar e Extra, somou 135,609 milhões de reais, o que indica uma queda de 23,1%.

Bônus: Resultados corporativos que podem impactar o mercado nesta sexta-feira

– Lucro da Cyrela volta a cair para 74 milhões de reais. O resultado é 57,4% inferior ao apurado um ano antes. Na comparação com os três meses imediatamente anteriores, o ganho da companhia caiu 10,3%;

– Lucro da Brookfield cresce 16,3% no 1º trimestre. A cifra é 16,3% superior ao apurado em igual período de 2010. O lucro, porém, ficou abaixo dos 89,6 milhões de reais esperados por analistas consultados pela Reuters;

– Eletrobras teve lucro de 23,25 milhões de reais em 2010, contra resultado positivo de 17,2 milhões de reais no ano anterior. O resultado da estatal do primeiro trimestre de 2011 deverá ser divulgado apenas em 13 de junho;

– Rossi Residencial reportou lucro líquido de 78 milhões de reais no 1º trimestre, em comparação ao ganho de 62 milhões de reais visto um ano antes;

– Lucro da MRV sobe 31,7% no 1º trimestre e atingiu 152,6 milhões de reais. A construtora apurou uma alta de 41,1% na receita líquida do período, somando 802,3 milhões de reais;

– Brasil Ecodiesel teve prejuízo de R$ 865 mil no 1º trimestre, contra lucro de 16 milhões de reais visto em igual período de 2010. Ontem, os papéis da companhia atingiram sua menor cotação desde agosto de 2009.