10 notícias para lidar com os mercados nesta quinta-feira

Bolsas na Europa e índices futuros nos EUA operam com ganhos após governos europeus sinalizarem que estudam medidas para capitalizar bancos; Morre Steve Jobs, da Apple

São Paulo – Aqui está o que você precisa saber:

1 –Bolsas sobem à espera de decisões na Europa e dados nos EUA. As bolsas na Europa e os índices futuros em Wall Street operam com ganhos nesta quinta-feira após governos europeus sinalizarem que estão estudando medidas para capitalizar os bancos. Os papéis do setor financeiro se valorizam. Na Europa, o Banco Central Europeu (BCE) manteve a taxa básica de juros em 1,5% ao ano. Na Ásia, a Bolsa de Tóquio passou por um rali, com a aversão ao risco diminuindo um pouco e os investidores voltando a acumular ações ligadas a commodities.

2 – Morre Steve Jobs, o co-fundador e ex-CEO da Apple. O empresário americano, co-fundador e ex-CEO da Apple Steve Jobs morreu na noite de quarta-feira, aos 56 anos. A notícia foi divulgada por um comunicado oficial da companhia. O executivo, que lutava contra um câncer desde 2003, estava afastado da empresa desde agosto por agravamento da doença. Jobs fundou a Apple em 1976 e ajudou a transformá-la numa das marcas mais valiosas do planeta.

3 – Ação da Apple caiu antes do anúncio da morte de Steve Jobs. As ações da Apple encerraram o pregão regular de ontem em alta na Nasdaq, mas recuaram nas negociações pós-mercado antes do anúncio oficial da morte de seu co-fundador Steve Jobs. Os papéis da gigante de tecnologia terminaram a quarta-feira com valorização de 1,54%, cotados a 378,25 dólares. No entanto, recuaram 0,27%, para 377,22 dólares, antes que a Apple informasse o falecimento do executivo.

4 – A gigante Apple e o desafio de sobreviver sem Steve Jobs. A morte de Steve Jobs deixou órfão de pai a maior de suas criações, a Apple, uma companhia moldada de acordo com seus sonhos tecnológicos e que agora enfrenta o desafio de sobreviver na ausência de seu visionário líder. Apesar do golpe que representa esta perda, a Apple encara a era pós-Jobs na condição de segunda empresa mais valiosa dos Estados Unidos, sob a tranquilidade de ver como seus lucros dobram ano após ano e seus produtos marcam a tendência no setor.

5 – Casino eleva participação no grupo Pão de Açúcar a 48,1%. A empresa francesa Casino, através da matriz Rallye, anunciou ter elevado a 48,1% sua participação no capital do grupo brasileiro CBD Pão de Açúcar (GPA) com a aquisição de novas ações preferenciais (sem direito a voto). Casino, principal acionista do GPA, e Rallye tinham até agora 45,9% do capital da empresa brasileira, cujo controle foi objeto de disputa há alguns meses entre o grupo francês, o empresário Abilio Diniz e o rival Carrefour.

6 – Órgão antitruste da Espanha aprova fusão de LAN e TAM. Uma entidade antitruste na Espanha aprovou sem ressalvas a união da companhia aérea chilena LAN e da brasileira TAM, afirmou uma fonte vinculada ao processo, em um novo passo em direção à criação de um dos dez maiores grupos do setor em nível mundial. Antes do veredito da Comissão Nacional da Concorrência da Espanha, as autoridades antitruste de Alemanha, Itália, Chile e Brasil haviam se manifestado a favor da fusão de LAN e TAM, na maioria dos casos sem ressalvas.


7 – AB InBev negocia compra da SABMiller por US$ 80 bilhões. A AB InBev está perto de fechar o que pode ser um dos maiores negócios do mundo. A cervejaria, liderada pelos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, negocia a compra da SABMiller, a segunda maior cervejaria do mundo. O negócio gira em torno de 80 bilhões de dólares, segundo reportagem publicada pelo portal iG.

8 – OSX diz que FPSO OSX-1 chegou hoje no Rio de Janeiro. A OSX Brasil SA, empresa de projetos de estaleiros do bilionário Eike Batista, disse que sua primeira unidade flutuante de produção, FPSO OSX-1, chegou hoje ao Rio de Janeiro, concluindo sua viagem de 45 dias entre Cingapura e Brasil, segundo informa a agência de notícias Bloomberg.

9 – Presidente da Light confirma interesse em usina Belo Monte. O presidente da Light, Jerson Kelman, confirmou na quarta-feira que está em estudo a participação da empresa na hidrelétrica de Belo Monte (PA), um projeto de 26 bilhões de dólares, informa reportagem do jornal Folha de S. Paulo. Ele não quis detalhar quais seriam as condições da participação, e nem se entraria em parceria com a sua controladora, a Cemig: “Está em estudo”, se limitou a dizer.

10 – Banco da Inglaterra eleva compra de bônus pela 1ª vez desde 2009. O Banco da Inglaterra (BoE, central) decidiu ampliar seu programa de compra de bônus pela primeira vez em quase dois anos com os cortes de gastos do governo e a crise de dívida europeia colocando a recuperação britânica em risco, informa a Bloomberg. Os nove integrantes do comitê de política monetária, liderados por Mervyn King, aumentaram o chamado alívio quantitativo, ou quantitative easing em inglês, para 275 bilhões de libras (421 bilhões de dólares), em relação aos 200 bilhões de libras anteriores.

Bônus I – Espanha capta 4,49 bi de euros em emissão de títulos a 3-4 anos. O Tesouro espanhol emitiu nesta quinta-feira 4,499 bilhões de euros em títulos a três e quatro anos, com uma taxa de juros em forte baixa na comparação com as últimas operações similares, que aconteceram antes do apoio do Banco Central Europeu (BCE) em agosto. A demanda se aproximou de 8,6 bilhões de euros, quase o dobro do objetivo fixado, que era captar entre 3,5 e 4,5 bilhões de euros.

Bônus II – Disparam apostas em depreciação cambial com BC reduzindo juros. O pessimismo dos investidores estrangeiros em relação ao rumo da moeda brasileira é o maior desde junho de 2010. O motivo é a expectativa de que o Banco Central vá reduzir o juro ainda mais à medida que a crise da dívida da Europa aprofunde a desaceleração econômica global.

Bônus III – Sarah Palin descarta disputar eleições presidenciais em 2012. A ex-governadora do Alasca Sarah Palin descartou na quarta-feira disputar a Presidência dos Estados Unidos em 2012, dizendo aos simpatizantes que ajudará a causa republicana trabalhando para eleger seus companheiros de legenda. “Depois de muitas preces e madura reflexão, decidi não ser a candidata republicana em 2012 para o cargo de presidente dos Estados Unidos”, afirmou Palin.