10 notícias para lidar com os mercados nesta quarta-feira

Lucro líquido da Telefônica tem queda de 5,6%; bolsas da Ásia fecham em queda sob influência da Apple

São Paulo — Aqui está o que você precisa saber.

Bônus- 7 sinais de estresse agudo nos mercados financeiros. Os sinais de estresse agudo voltaram a ficar visíveis com a piora do sentimento dos investidores em relação à crise na zona do euro. Os acontecimentos no mundo desde sexta-feira mostram que confiança em uma melhora para a economia global tem perdido força e as apostas de uma piora no cenário têm ganhado espaço.

 1- Lucro líquido da Telefônica tem queda de 5,6%. A Telefônica Brasil (Vivo) registrou lucro líquido de R$ 1,085 bilhão no segundo trimestre de 2012, queda de 5,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 3,092 bilhões, alta de 1,0% na mesma base de comparação. A margem Ebitda ficou em 37,5%, aumento de 0,4 pontos porcentuais.

2- Taxa de juros da dívida espanhola a dez anos alcança 7,6%. A taxa de juros pelos bônus da dívida espanhola a 10 anos alcançou nesta quarta-feira 7,6%, um novo recorde desde a criação da Eurozona , uma prova da grande desconfiança dos investidores em relação ao país. Às 08h13 locais (03h13 de Brasília), a taxa era de 7,618% (contra os 7,566% de terça-feira no fechamento do mercado) e superou o recorde que havia alcançado no mercado secundário, onde é negociada a dívida já emitida.

3- LLX e CCX negam rumores sobre fechamento de capital. As empresas LLX (LLXL3) e CCX (CCXC3), de Eike Batista, negaram ontem rumores que circulavam no mercado sobre um possível fechamento de capital das duas, mostram dois comunicados idênticos enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A primeira apresenta uma valorização de 21% na semana e, a segunda, de 5,4%. 

4- IPC tem queda para 0,19% na 3ª prévia de julho. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, registrou 0,19% na terceira quadrissemana de julho. O número representa uma ligeira queda em relação à segunda prévia do mês, quando apresentou 0,20%. Também significa uma ligeira desaceleração sobre a terceira quadrissemana de junho, quando teve inflação de 0,21%. O resultado apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) ficou abaixo das estimativas de 25 instituições do mercado financeiro consultadas pelo AE Projeções, cujas previsões oscilavam entre 0,21% e 0,30%, com mediana projetada de 0,23%.

5- Venda de iPads quase dobra em um ano. A Apple anunciou nesta terça-feira os resultados financeiros do seu terceiro trimestre fiscal encerrado em 30 de junho de 2012. A empresa teve uma receita total de 35 bilhões de dólares, com um lucro liquido de 8,8 bilhões de dólares. Em três meses, a companhia vendeu 17 milhões de iPads, um crescimento recorde de 84% em relação a igual período do ano anterior. A área de iPhones da companhia registrou a venda de 26 milhões de smartphones – 28% a mais na mesma comparação.


6- Bolsas da Ásia fecham em queda sob influência da Apple. Os mercados asiáticos encerraram os pregões em baixa nesta quarta-feira. As preocupações com a crise da dívida da Europa e o decepcionante balanço trimestral da Apple, que derrubou os fabricantes de tecnologia na Ásia, acabaram com o otimismo dos investidores. 

7- Economia do Reino Unido encolhe 0,7% no segundo trimestre. A economia britânica encolheu 0,7% entre abril a junho, mais que o esperado pelos analistas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, em inglês). Esta contração se soma às registradas durante o último trimestre de 2011, de 0,4%, e nos três primeiros meses deste ano, de 0,3%.

8- FMI alivia o iuane pra “moderadamente desvalorizado”. O Fundo Monetário Internacional (FMI) aliviou sua posição sobre o iuane chinês ao afirmar que a moeda está apenas “moderadamente desvalorizada” contra uma cesta de moedas, e baixou sua estimativa de médio prazo para o superávit da conta corrente para entre 4 e 4,5 por cento do PIB, em uma avaliação anual divulgada na quarta-feira.

9- FSE tem perspectiva negativa. A agência de classificação financeira Moody’s tornou negativa a perspectiva do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FESF), um dia após adotar a mesma medida para Alemanha, Holanda e Luxemburgo. Esta revisão observa “as recentes mudanças de perspectiva operadas pela Moody’s sobre as notas dos Estados da zona do euro, avalistas do FESF”, destaca a agência, que mantém o triplo A para o fundo de resgate.

10- Claro pode ter vendas liberadas em menos de 15 dias. A Claro SA pode ser autorizada a retomar suas vendas de serviços de dados e voz em três estados brasileiros em menos de 15 dias, disse um representante do governo familiarizado com as discussões. A operadora foi a que apresentou até agora o plano mais detalhado para melhora da qualidade do serviço. A Anatel deve levar mais tempo para suspender a proibição de vendas da Tim Participações SA em 18 estados mais o Distrito Federal e da Oi SA em cinco estados.

Bônus 2- Grã-Bretanha tem maior risco de contágio da crise do euro. A Grã-Bretanha lidera a lista de economias externas com maior risco de ser contagiada por qualquer escalada na crise da zona do euro por causa de suas relações comerciais e bancárias com o bloco de moeda única, mostrou um estudo do instituto de risco político Maplecroft divulgado nesta quarta-feira.