10 notícias para lidar com os mercados nesta quarta-feira

OI firmou com 14 bancos uma carta de compromisso para garantia na subscrição de ações no processo de aumento de capital necessário para a fusão com a Portugal Telecom

São Paulo – Veja o que você precisa saber. 

1- Oi tem compromisso de 14 bancos para aumento de capital. O grupo de telecomunicações Oi firmou com 14 bancos uma carta compromisso, chamada no mercado de “engagement letter”, para garantia firme na subscrição de ações da companhia no processo de aumento de capital necessário para a fusão com a Portugal Telecom.

2 – Não comprem ações russas, diz Casa Branca. Em uma iniciativa incomum, a Casa Branca recomendou nesta terça-feira que os investidores evitem comprar ações russas, ao mesmo tempo em que esquentava a retórica política com Moscou na disputa depois de a Rússia ter declarado a península ucraniana da Crimeia como parte da Rússia.

3- As empresas que se salvam da maré de pessimismo da Bolsa. Com o Ibovespa amargando perdas de 10,4% no ano, são poucas as empresas que acumulam alta em 2014. Das 72 ações que fazem parte da carteira teórica do índice, apenas nove apresentam variação positiva desde janeiro.

4- Canadense movimentou US$ 3 bi manipulando penny stocks. Um canadense de 26 anos conseguiu, sozinho, manipular o mercado de açõesde preço abaixo de US$ 1,00, as chamadas “penny stocks” (ou ações de centavos, em uma tradução livre) promovendo um giro de mais de US$ 3 bilhões em cinco anos, de acordo com dados compilados pela Agência Bloomberg.


5- Estrangeiros querem fortalecer minoritário da Petrobras. Na esteira de críticas dos conselhos de administração e fiscal à atual gestão da Petrobras, diversos fundos de investimento estrangeiros se uniram em torno de uma nova candidatura para fortalecer a posição dos acionistas minoritários na empresa. Capitaneado pelo fundo britânico Aberdeen Asset, o grupo defende a abertura de uma nova vaga independente para “aprimorar” a governança da estatal, considerada “crítica”.

6- CSN propõe pagamento de R$800 milhões em dividendos e juros. A Companhia Siderúrgica Nacional propôs o pagamento de 800 milhões de reais em dividendos e juros sobre capital próprio referentes ao exercício encerrado em 2013, conforme documento submetido aos reguladores na noite de terça-feira.

7- Minoritário da Oi pede interrupção de assembleia. Um dos principais acionistas minoritários da Oi, a Tempo Capital, entrou com pedido de interrupção da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da companhia, marcada para o dia 27. O evento é fundamental para viabilizar a fusão da Oi com a Portugal Telecom. Para a Tempo é importante que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) se posicione sobre os temas colocados na pauta da assembleia, antes que ela ocorra.


8- Minerva compra frigorífico uruguaio por US$ 37 mi. O conselho de administração da Minerva aprovou a aquisição de 100% das ações do Frigorífico Carrasco, no Uruguai, por US$ 37 milhões. Deste total, US$ 17 milhões serão pagos à vista, US$ 10 milhões serão pagos em 30 de abril de 2015 e US$ 10 milhões poderão ser pagos com 1.700.000 ações de emissão da Minerva.

9- Japão registra déficit comercial em fevereiro. O Japão registrou déficit comercial de 800,3 bilhões de ienes em fevereiro, o que representa aumento em relação ao déficit de 773,32 bilhões de ienes no mesmo período do ano anterior, informou o Ministério das Finanças.

10- Ministro de Finanças do Canadá renuncia após oito anos. O ministro de Finanças do Canadá, Jim Flaherty, apresentou sua renúncia nesta terça-feira. Flaherty, de 64 anos, estava no cargo desde 2006 e irá retornar ao setor privado. “Estou orgulhoso do trabalho que fiz para ajudar a gerenciar o mais profundo desafio econômico que o Canadá enfrentou desde a depressão dos anos 1930”, afirmou, em comunicado.