YouTube suspende anúncios nos vídeos de Logan Paul

Site suspende monetização de vídeos do youtuber após polêmicas

São Paulo – O youtuber americano Logan Paul, 22, já tinha sofrido alguns reveses em seu negócio milionário ao, na virada do ano, postar um vídeo no Japão que mostrava o corpo de uma pessoa que cometera suicídio.

Agora, mais um erro e mais uma consequência. Após Paul divulgar um vídeo onde ele aplica um choque com uma Taser em um rato morto, o YouTube decidiu suspender qualquer anúncio em seu conteúdo.

Assim, a fonte de renda de Paul fica seriamente prejudicada por hora.

Dono de um canal com milhões de seguidores, agora ele está “desmonetizado”. Sem anúncios inseridos pela plataforma, Paul não conseguirá ganhar dinheiro a partir de visualizações.

Segundo o site, o comportamento de Paul nos vídeos apresentou um padrão que não é adequado para as marcas.

O YouTube disse que a decisão é temporária, mas não deu prazo sobre quando ela poderia ser revertida.

Antes, no escândalo do vídeo no Japão, o site demorou para se pronunciar. Depois, sua punição foi tirar o canal de Paul do Google Preferred, um programa premium de anúncios para youtubers de sucesso.

Todas as polêmicas, contudo, não causaram efeito no número de seguidores do canal de Logan Paul. Desde o começo de 2018, ele ganhou um milhão de fãs. Agora, seu canal conta com 16,6 milhões de inscritos.