Vôlei misterioso dá um tapa na cara do preconceito de idade

A Voltaren criou uma ação unindo esporte e mistério

Para derrubar os preconceitos e estereótipos agregados à idade, a Voltaren criou uma ação unindo esporte e mistério. O filme criado pela Saatchi & Saatchi Suíça foi gravado na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, aproveitando o clima esportivo da cidade.

Na peça, pessoas que passeavam pela orla eram surpreendidas com um convite para participar de uma partida de vôlei de praia. O que elas não sabiam, é que o jogo era iluminado por uma luz negra, onde os jogadores só podiam ser vistos através de tintas especiais, no estilo glow-in-the-dark.

Os participantes disputavam uma partida com uma dupla fixa que, devido às interferências, não era possível ser reconhecida. Na maioria dos jogos, as duas jogadoras misteriosas venciam os concorrentes. Quando as luzes se acendem a surpresa: as duas tinham mais que 50 anos. Carla Cury (56) e Vania Verneck (53) jogam vôlei há 40 anos.

Chamado de ‘Mystery Volleyball’ o evento e o filme são parte da campanha ‘You’re only as old as you move’, e divulga o conceito de que não importa a sua idade nem seu preparo físico, você pode experimentar a alegria de se movimentar.