Visa doará dinheiro do próprio bolso a cada transação com cartão

A partir de hoje (1), Visa vai doar um centavo a cada uso de seus cartões, para entidades e causas escolhidas por clientes

São Paulo – A cada transação com cartão Visa, a empresa vai doar um centavo direto para uma entidade social.

Essa é a proposta da Visa no Brasil. A marca lança hoje (1) no País o inédito programa “Causas Visa”.

Os consumidores que se cadastrarem no programa vão doar, através da marca, um centavo para uma instituição a cada uso de cartão de débito, crédito ou pré-pago.

A ação vale tanto nas transações presenciais com cartões Visa quanto no comércio eletrônico e nas transações com wearables. Transações no exterior também poderão participar.

Importante: o dinheiro doado sairá do bolso da Visa, não do consumidor. Nada de custos adicionais na transação.

O objetivo da marca é conectar consumidores e entidades sociais, servindo de canal para aqueles que desejam ajudar de alguma forma, mas não têm recursos ou tempo suficientes.

A marca espera, também, que a doação seja mais um incentivo para que os consumidores usem ainda mais o cartão como método de pagamento, substituindo o dinheiro em papel.

De acordo com Fernando Teles, diretor-geral da Visa no Brasil, pesquisas feitas pela empresa descobriram que muitas pessoas gostariam de doar para alguma instituição, mas não sabiam como e por isso não doavam.

Também existe certo receio porque não sabem se podem confiar na entidade, não sabem se a doação está sendo utilizada da maneira correta.

Com a Visa cuidando do dinheiro da doação e da transação, e também garantindo a seleção de entidades confiáveis, mais pessoas estarão dispostas a participar.

“O único trabalho será escolher a causa ou entidade de interesse”, diz Teles.

Causas e entidades

O consumidor precisará entrar no site Causas Visa e fazer um cadastro rápido se quiser que a Visa faça as doações a partir de suas transações.

Lá, ele poderá escolher uma causa ou uma entidade para fazer a doação. Ele também poderá trocar de entidade a qualquer momento.

São cinco causas escolhidas: Educação & Capacitação, Saúde, Idosos, Crianças & Adolescentes, e Animais.

Entre as 17 entidades participantes, estão Associação VagaLume, Instituto de Câncer Infantil (ICI), Instituto Guga Kuerten, Instituto Luiza Mell, Instituto Reação e Projeto Guri.

A Visa vai transferir as doações mensalmente às entidades contempladas. Para o dinheiro arrecadado através dos clientes que escolheram uma causa, não uma entidade específica, o dinheiro será dividido igualmente dentro daquele grupo temático.

A marca escolheu as causas a partir dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da ONU e a partir de pesquisas sobre os temas que mais engajam os brasileiros.

Quanto às entidades escolhidas para compor o programa, todas atendem ao  Padrão de Gestão e Transparência do Terceiro Setor, elaborado pelo Instituto Doar.

Os clientes poderão acompanhar a atualização diária no site Causas Visa, com os valores já arrecadados. A marca também promete uma auditoria independente semestral, para garantir que as doações estão sendo utilizadas de maneira correta.

Expectativas e desafios

O potencial da ação, que durará no mínimo um ano, é de uma arrecadação de R$ 60 milhões. É o que a Visa conseguirá doar no máximo, caso todos os seus clientes participem da ação.

O número, aproximado, é baseado nos dados do Banco Central, que mostram que, em 2016, foram feitas seis bilhões de transações financeiras com cartões Visa.

Mas criar a campanha é uma coisa. Fazer com que uma boa parcela dos milhões de clientes participem dela, é outra.

Para o desafio, Fernando Teles explica que a marca focará em divulgação massiva na televisão e mídias sociais, mas também contará com a ajuda de terceiros.

“Estamos conversando com nossos parceiros para que eles divulguem aos clientes o Causas Visas. Bancos, estabelecimentos comerciais. Todos eles vão ajudar na divulgação. E esperamos que o próprio boca a boca ajude muito. Que familiares e amigos comecem a compartilhar a novidade e incentivem o uso do cartão e a participação no programa”, conta Teles.

Quanto ao desafio de fazer com que as pessoas gastem um minuto para entrar no site e façam o cadastro no programa, Teles explica que já existe meio caminho andado para a base de um milhão de clientes cadastrados no Visa Checkout.

Para estes, uma comunicação direta em vez dos anúncios gerais. Por exemplo, uma mensagem de texto ou email com um “Deseja participar? Sim ou Não”.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Meus amigos é com muita humildade que venho pedir uma doação com valor simbólico para me ajudar a reconstruir minha área de serviço e concertar o esgoto da minha casa. Que caiu com essas fortes chuvas.
    Estou desempregado e faço bico para sobreviver.
    Doe e compartilhem com seus amigos. #vakinha #vakinhaonline #solidaridade #doe
    Clique no link abaixo:
    https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-reformar-minha-casa-3c07088c-331c-4169-87e0-228be9898e91