Vídeo 360º apela contra indiferença com abuso doméstico

Seguir o ditado popular de que "em briga de marido e mulher ninguém mete a colher" pode significar literalmente uma sentença de morte

Seguir o ditado popular de que “em briga de marido e mulher ninguém mete a colher” pode significar literalmente uma sentença de morte para as vítimas de violência doméstica.

Para mostrar que é preciso superar essa ideia e começar a intervir ao presenciar uma mulher em situação de risco, a BBDO da Rússia desenvolveu uma campanha digital para o grupo Family Mathers, que presta apoio psicológico a vítimas.

A agência explorou o recurso de vídeo 360° no YouTube para pedir que as pessoas deixam de “olhar para o lado” ao presenciarem uma cena de violência.

O filme “Don’t look the other way” (“Não olhe para o outro lado”, em tradução livre do inglês) mostra inicialmente uma mulher com uma expressão triste. Ao girar a tela, o usuário tem a visão do entorno enquanto lê a mensagem: “Ninguém quer testemunhar a tragédia do outro.

Na Rússia, a cada 40 minutos, uma mulher morre vítima de violência doméstica. Não olhe para o outro lado”. Durante o “tour”, surge a imagem do agressor e, ao final, novamente a imagem da mulher exibindo seus hematomas no rosto.

Confira a experiência: