Starbucks é processado por colocar muito gelo nos copos

Mulher está processando Starbucks dos EUA em cinco milhões de dólares por causa do gelo em excesso nas bebidas geladas

São Paulo – Colocar muito gelo nos copos pode estar com os dias contados.

O Starbucks, nos EUA, está sendo processado pela quantidade de gelo que coloca nas bebidas geladas – como os cafés gelados, os frappuccinos e os iced teas.

O processo, aberto no último dia 27 por uma mulher chamada Stacy Pinus, na corte federal de Northern Illinois, pede 5 milhões de dólares de indenização.

Segundo o processo, a marca está enganando os clientes ao adicionar muitas pedras de gelo em suas bebidas, em uma tentativa de aumentar seus lucros.

Um exemplo. Um copo de um Venti, um dos maiores tamanhos oferecidos pela marca, tem 709 mL (24 fl.oz, na medida americana).

Essa pode ser a quantidade de líquido que o consumidor realmente ingere quando o Venti é de uma bebida quente.

Mas, no caso, de um Venti gelado (podendo ser café, chá ou outra mistura), há apenas 414 mL de bebida (14 fl.oz).

Ou seja, o resto é gelo (em pedra ou moído) e o cliente não bebeu a quantidade que comprou.

Stacy Pinus diz que o processo representa os “milhões” de consumidores que compraram essas bebidas geladas nos últimos dez anos.

O ponto principal da ação é sobre a acusação de propaganda enganosa: o Starbucks colocaria o tamanho do copo em seus anúncios e menu, não a quantidade real de bebida.

Ao site Business Insider, o porta-voz da marca, Jaime Riley, disse que o processo “não tem mérito”.  

Para ele, os consumidores entendem que o gelo é um componente essencial de qualquer bebida gelada.