Luciano Huck pega carona no movimento “Somos Todos Macacos”

Campanha de apoio ao jogador Daniel Alves contou com jogada de marketing do apresentador, que recebeu uma série de críticas nas redes sociais

São Paulo – O movimento #SomosTodosMacacos, que fez com que celebridades e figuras da política e do esporte postassem fotos segurando bananas, foi uma ação criada para apoiar o jogador Daniel Alves, alvo de racismo em uma partida de futebol.

Porém, para Luciano Huck, o incidente foi uma oportunidade de promover a grife criada por ele, a UseHuck.

Tudo começou quando o apresentador imitou o jogador Neymar e postou uma foto com a esposa Angélica na rede social Instagram. Luciano segura uma banana, símbolo do movimento, e na descrição da foto estão palavras de apoio a Daniel Alves.

Mas a contribuição do casal gerou revolta quando a loja da grife criada pelo apresentador, a UseHuck, anunciou uma camiseta com os dizeres da campanha, por R$69,00, assim que o movimento viralizou.

estratégia de marketing acabou tendo o efeito contrário e uma série de críticas foram feitas ao apresentador nas redes sociais:

//platform.twitter.com/widgets.js//platform.twitter.com/widgets.js

//platform.twitter.com/widgets.js

Histórico

A campanha foi criada pela agência de publicidade Loducca, que confirmou ter ajudado Neymar na divulgação da causa.

A ação é uma resposta ao incidente de racismo de que o jogador Daniel Alves foi alvo na partida contra o Barcelona pelo Campeonato Espanhol. Uma banana foi jogada por um torcedor do Villareal na direção do lateral, que resolveu comer a fruta antes de voltar a jogar.

Neymar foi o primeiro a postar uma foto de apoio a Daniel Alves. Seguindo o exemplo do atacante, personalidades postaram fotos da mesma forma, com a hashtag característica.

Até a presidente Dilma Rousseff citou a campanha em um tweet e defendeu o esporte sem racismo.