Solteiros brasileiros movimentam R$ 418 bi por ano

Jovens da classe C são responsáveis por 46% deste total

São Paulo – Os solteiros brasileiros movimentam R$ 418,7 bilhões por ano, segundo pesquisa do Data Popular. Deste total, os jovens emergentes possuem quase metade de participação (46%).

No Brasil, o número de pessoas maiores de 18 anos que mantêm este estado civil é de 47,1 milhões, e a faixa etária é de, em média, 32 anos.

Cerca de 3,7 milhões vivem sozinhos, o que corresponde a 8% do total. Nas classes D e E, a maior parte dos solteiros são mulheres, que totalizam 52% dos 15,4 milhões de brasileiros deste grupo.

Já nas classes AB e C, a maioria dos solteiros são homens, com percentuais de 49% e 47%, respectivamente. A região Norte do país possui a maior concentração de pessoas desse grupo (50,4%) e o Sul brasileiro tem menor distribuição, com 31,9% dos solteiros.

As pessoas emergentes que não são casadas detêm 46,3% da massa de renda do grupo, movimentando R$ 193,9 bilhões.

A participação das classes A e B nesse montante equivale a 18,1% (R$ 75,6 bi) e 21,6% (R$ 90,5 bi), respectivamente. Os solteiros da base da pirâmide contribuem com apenas 0,8% do total, movimentando R$ 3,3 bilhões.