Ricardo Eletro integra publicidade online e offline

Varejista aposta no marketing digital para aumentar as vendas de fim de ano

São Paulo – Foi-se o tempo em que a compra de um produto se resumia à distância entre a casa do consumidor e uma loja física. Hoje, a internet não apenas ajuda a comparar preços, como até a fechar aquisições. Não à toa, a Ricardo Eletro iniciou em 2013 um processo para eliminar a parede invisível entre online e offline na publicidade da marca.

O período escolhido, as vendas de fim de ano, é ainda mais desafiador para agarrar o consumidor. Foi a ocasião do lançamento da campanha “O Melhor Natal do Mundo”, primeira a entrar no ar simultaneamente na TV e no YouTube.

Segundo a empresa, as redes sociais ajudaram inclusive a definir o tema da ação: a diferença entre o preço de eletrônicos nos Estados Unidos e no Brasil, um assunto muito discutido. O filme mostra Ricardo Nunes, empresário e dono da rede varejista, verificando os preços de produtos como televisão e geladeira em lojas americanas.

Para fortalecer a estratégia na internet, a marca focou em dispositivos móveis e garantiu que o vídeo anunciado ficasse em destaque no topo da página inicial do YouTube em smartphones e tablets, tanto no aplicativo quanto no navegador, um novo formato de publicidade do site chamado masthead. Em duas semanas, o comercial ultrapassou um milhão de visualizações.

//www.youtube.com/embed/WF5bxmkG46Y


Pelo forte ritmo de venda de smartphones e tablets, é nítido para a Ricardo Eletro que o consumidor está cada vez mais multi-telas. E que é preciso estar onde ele está. Ainda que não revele dados de vendas, a empresa afirma estar satisfeita com os resultados da empreitada.

Com 80% da verba voltada para a mídia eletrônica, isso faz com que as melhores ofertas e melhores campanhas estejam direcionadas para a produção de filmes. O Youtube é mais uma forma de distribuir esse conteúdo, divulga a companhia.

A integração com a internet é uma realidade que veio para ficar, afirma Claudia Sciama, diretora de negócios do varejo do Google Brasil. Hoje quase todos os grandes varejistas possuem lojas virtuais, e mesmo os que não têm acreditam no meio digital como uma plataforma de comunicação, relacionamento e geração de fluxo para as suas lojas físicas, explica à EXAME.com.

Segundo pesquisa do Google Brasil, 52% da população com acesso à internet assiste TV e acessa a web ao mesmo tempo, e 68% usa smartphones enquanto assiste à TV . O consumidor é um só, portanto para uma maior eficiência da sua comunicação, é importante que a mensagem seja única, não importando se este consumidor será impactado pelo rádio, televisão, na busca do Google ou no YouTube, complementa Claudia Sciama.

Apesar disso, ainda existe muito espaço para crescer. No mundo, estima-se que 23% do investimento total de publicidade seja destinado ao digital, enquanto que no Brasil, apenas 12%, segundo dados do eMarketer fornecidas pelo Google.