Revistas e jornais contestam cobrança da Apple em tablets

Entidades pedem ao governo que interceda na FoxConn, fabricante dos produtos da marca

São Paulo – A exemplo do que fez a Enpa (Associação Europeia de Editores de Jornais), a ANJ (Associação Nacional de Jornais) e a Aner (Associação Nacional dos Editores de Revistas) se uniram para enviar uma carta ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo; e ao ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, solicitando que o governo interceda junto à fabricante mundial dos produtos Apple, a FoxConn, a fim de rever o monopólio sobre a cobrança do acesso ao conteúdo disponibilizado no iPad.

A marca controla os dados dos assinantes e cobra 30% de comissão sobre todas as transações dentro das versões dos veículos no tablet, além de proibir a venda de outros produtos do veículo jornalístico. Assim, a ANJ decidiu tomar uma iniciativa a fim de rever o assunto em prol de uma dinâmica mais equilibrada de custos com concessão de incentivos fiscais a FoxConn.