Rafinha Bastos deixa RedeTV! e Saturday Night Live

Em mensagem publicada em seu perfil no Facebook, humorista defendeu audiência do programa e confirmou que licenciamento foi renovado para segunda temporada

São Paulo – Rafinha Bastos não estará na liderança da próxima temporada de Saturday Night Live, programa exibido pela RedeTV!.

Em mensagem publicada em seu perfil no Facebook, o humorista afirma que a saída do programa já era planejada e negou que esteja em negociação com outra emissora, apesar de terminar o texto com “Nos vemos daqui a pouco” e de boatos sobre um possível acordo entre ele e a Band estarem circulando.

“Estou terminando o meu ciclo no programa SNL, da Rede TV. Minha idéia sempre foi fazer a implementação do programa e deixá-lo andar com as próprias pernas. É exatamente isso que está acontecendo.”, escreveu. 

Rafinha havia sido contratado pela RedeTV! em março deste ano para liderar a versão brasileira do programa, que já existe na TV americana desde 1975.

O comunicado também fala sobre a audiência do programa, que, apesar de registrar índices considerados baixíssimos desde que estreou, foi defendida por Rafinha:

“O projeto estreou com média de 0.8 no ibope. Parece um número ridículo, mas é esta é a média mensal da emissora. Com apenas 8 meses de SNL, estamos marcando uma média de 2 pontos (já batemos 3), o que nos coloca entre os 3 ou 4 programas mais assistidos da Rede TV.”

Segundo Bastos, a RedeTV! renovou o licenciamento junto a Broadway Video de Nova York, e Saturday Night Live terá mais uma temporada. “Os contratos ainda estão em renegociação, mas o elenco se manterá praticamente o mesmo no ano que vem.”, afirmou.

Patrocínios

A versão brasileira do “Saturday Night Live” estreou em maio deste ano, já com todas as seis cotas de patrocínio vendidas. No mês passado, a rede de lojas Riachuelo também entrou na conta e passou a apoiar o humorístico.

Sete marcas bancam a produção do programa: Guaraná Antarctica, Skol, Sadia, Nestlé, Sedex, Suzuki Motos e Riachuelo. Pelo patrocínio, cada uma paga por mês 6,4 milhões de reais.