Qual é a cara do mercado publicitário paulistano?

A importância da cidade é notavelmente grande. Mas existe uma maneira de classificar ou definir os perfis e características do mercado paulistano?

São Paulo – O segmento publicitário brasileiro conta com o faturamento anual de R$ 42,6 bilhões, de acordo com o Projeto Inter-Meios. É um dos maiores mercados do mundo. Certamente a cidade de São Paulo, que amanhã completa 459 anos de história, tem uma importância ímpar neste desempenho. Trata-se de um mercado que pode ser classificado como rico, intenso, competitivo e exigente, além de temperado pela regionalidade de todos os cantos do Brasil.

A importância da cidade é notavelmente grande. Mas existe uma maneira de classificar ou definir os perfis e características do mercado paulistano? Para Rodrigo Bombana, diretor de criação da Talent, sim. “Muito trabalho e muita oportunidade pra quem gosta de trabalhar. Todo esse investimento traz uma grande competitividade e a busca por excelência, tanto do produto final quanto na prestação de serviço das agências”, afirma.

Para o diretor de criação da Talent, a intensidade é o atributo que faz do dinamismo uma coisa absolutamente produtiva. “No geral, acredito que em São Paulo as entregas são mais volumosas e a relação com os clientes é mais intensa, então, sempre sobram mais oportunidades para planejar, criar, atender e fornecer caminhos que ainda não foram descobertos”, acredita.

Para Edmundo França, diretor de criação da Caso Design Comunicação, São Paulo certamente é fundamental para a publicidade nacional, mas prefere não classificá-la como a “capital da publicidade”. “A cidade tem a maior concentração de agências, além da maior economia e população do país; é natural que seja líder em muitos segmentos. Mas vamos deixar a ‘capital de’ para os produtos agropecuários –- funciona bem para eles, nem tanto para a propaganda”.

Edmundo também falou sobre São Paulo como uma fonte inesgotável e permanente de influência para os publicitários. “Além dos produtos culturais, São Paulo tem informação no ar e diversidade nas ruas. É uma fonte impagável”, defende. Rodrigo Bombana, da Talent, reforça essa qualidade paulistana. “A diversidade de São Paulo, ajuda a olhar para um assunto com diferentes pontos de vista e é muito provável que você consiga encontrar o ponto de vista certo para conversar com os mais diferentes tipos de pessoa”.