Pepsi traz Steve Carell, Cardi B e Lil Jon para nova campanha

Comercial criado para o Super Bowl faz parte de provocação na terra da Coca-Cola, Atlanta

São Paulo – A Pepsi é uma marca com presença garantida em todo Super Bowl, a final da NFL – liga de futebol americano nos Estados Unidos. O evento, famoso não só pelo jogo ou pelo show do meio tempo, mas também pelos comerciais do intervalo, costuma atrair a criatividade de grandes marcas, que investem pesado para atingir a audiência que passa dos cem milhões de espectadores.

Esse ano, a Pepsi divulgou a sua campanha de Super Bowl com três celebridades de peso: o ator Steve Carell, indicado ao Oscar e famoso pela série “The Office”; e os cantores Cardi B e Lil Jon.

Criado pela agência Goodby, Silverstein & Partners, o comercial brinca com aquela velha questão: a Pepsi é sempre a segunda opção, depois da Coca-Cola? Se no Brasil a marca já brincou com o bordão “Pode ser Pepsi?” (aquela pergunta fatídica que todo garçom já fez ao cliente que pede uma Coca), nos EUA a frase costuma ser “Pepsi é ok?”. O comercial, centrado em Steve Carell, brinca com esse “ok”.

Lil Jon faz uma participação relâmpago, enquanto Cardi B é a “cereja do bolo” do final do comercial, coroando o investimento milionário da campanha.

Esse ano, o Super Bowl acontece no próximo domingo (3) e será jogado em Atlanta, capital da Geórgia. Detalhe: a sede da The Coca Cola Company fica, justamente, em Atlanta. Ou seja, a Pepsi está tentando marcar território no terreno inimigo. Começou bem: é o refrigerante oficial do evento.

Além do comercial no intervalo, a marca espalhou vários anúncios provocativos em pontos de ônibus e outdoors pela cidade. “Olha só quem está na cidade para o Super Bowl” e “Pepsi em Atlanta. Que refrescante” estão entre as mensagens.

Assista ao comercial “Mais que Ok”: