Pepsi “sequestra” símbolos natalinos da Coca-Cola

Ícones publicitários da Coca, urso polar e Papai Noel aparecem em campanha de verão da PepsiCo

São Paulo – A eterna guerra das colas entre a Pepsi e a Coca-Cola acaba de ganhar um novo capítulo, desta vez puxado pela Pepsi.

A marca lançou no exterior dois comerciais em que os principais ícones da história da Coca, o Papai Noel e o urso polar, aparecem de férias, experimentando a bebida da concorrente.

Com a assinatura “Summer Time is Pepsi Time” (“Verão é tempo de Pepsi”, em uma tradução livre), o primeiro comercial mostra o Papai Noel, símbolo comercial natalino, tirando férias em uma praia ao lado de seus duendes.

Em meio à festa, Papai Noel se aproxima do balcão de bebidas, onde é saudado pelo atendente com duas garrafas de Coca-Cola. Eis a traição: o bom velhinho rejeita a oferta e pede Pepsi.

No segundo filme, os ‘sequestrados’ pela Pepsi são os ursos polares, mascotes emblemáticas das campanhas da Coca-Cola.

Abordados por um animado parente identificado como “Tio Teddy”, uma família de ursos deixa de lado guarda-sol e Coca-Cola para seguir em uma viagem de iate pelo Ártico, embalada por Pepsi.

Frequente no mercado desde os anos 70, a ‘guerra das colas’, como ficou conhecido o embate entre as duas marcas na publicidade, já ganhou dezenas de comerciais provocativos, geralmente lançados nos Estados Unidos, onde a propaganda comparativa é uma prática mais recorrente.

Veja os filmes