ONU pede doações humanitárias em campanha com ajuda privada

Como ocasião do Dia Internacional da Paz, celebrado nesta segunda-feira, essa agência da ONU a pretende conscientizar sobre a importância da ajuda alimentícia

Roma – O Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas divulgou nesta segunda-feira um anúncio em espaços publicitários cedidos por distintas multinacionais em nível global a fim de arrecadar doações para países em crise perante a falta de fundos.

Como ocasião do Dia Internacional da Paz, celebrado nesta segunda-feira, essa agência da ONU com sede em Roma pretende conscientizar sobre a importância da ajuda alimentícia para aliviar o sofrimento de milhões de pessoas afetadas por conflitos no mundo todo.

Entre as empresas que se somaram à iniciativa figuram McDonald’s, Burger King, DreamWorks, Facebook, Google, MasterCard, Twitter e United Airlines.

Tyler Guthrie, porta-voz do PMA, explicou à Agência Efe que algumas destas companhias colaboram pela primeira vez com a organização, enquanto outras já participaram anteriormente oferecendo ajuda e organizando campanhas para diversos projetos humanitários.

Na sua opinião, o setor privado pode fornecer dinheiro, soluções aos problemas que vão surgindo e, além disso, tem um forte conexão com seu público no fomento deste tipo de campanhas na televisão e na internet.

Os fundos arrecadados serão destinados a cobrir a resposta de emergência do PMA em suas operações mais críticas, incluídas as crises na Síria, Iraque, Sudão do Sul e no Iêmen.

O diretor de Associações com o setor privado do PMA, Jay Aldous, disse em comunicado que as empresas também têm um “relevante papel para acabar com a fome e promover a paz”.

A ONU denunciou em repetidas ocasiões que pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial há mais de 50 milhões de deslocados no mundo e, enquanto as necessidades humanitárias aumentam cada vez mais, os recursos escasseiam.