Nike retira anúncio ambíguo com Oscar Pistorius do ar

Patrocinadoras do atleta, marca comparava o velocista à "uma bala no cano"

São Paulo – No mesmo dia em que a polícia sul-africana efetuou a prisão do atleta Oscar Pistorius,e subsequente acusação por assassinato, a Nike retirou do ar um anúncio ambíguo que usava a imagem do corredor.

Pistorius é suspeito de ter assassinado sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, encontrada nesta quinta-feira com quatro disparos na casa do esportista. 

O anúncio mostrava uma foto do atleta correndo na pista ao lado da frase “Eu sou uma bala no cano do revólver”, numa alusão à sua velocidade que tornou-se de mau-gosto diante do contexto do suposto crime. A marca de artigos esportivos é uma das patrocinadoras de Pistorius.

Com próteses nas duas pernas, o corredor é conhecido por ser o primeiro atleta deficiente físico, a ter disputado uma edição dos Jogos Olímpicos.

A empresa tem um histórico não muito afortunado de se associar com atletas que atraem publicidade duvidosa. O último da lista foi Lance Armstrong, envolvido em um dos maiores polêmicas recentes do esporte após assumir ser adepto do doping em suas competições como ciclista.

Em 2009, foi a vez do golfista Tiger Woods, à época no primeiro lugar entre os melhores do mundo, ser envolvido num escândalo por conta de seus casos extra-conjugais. Ao contrário de outros patrocinadores, neste caso, a marca continuou apoiando o atleta – o que faz até hoje.