Supermercado pede desculpas por suéter com Papai Noel cheirando cocaína

Imagem estava acompanhada pela frase "Let it snow", em português "Deixa nevar"; no jargão americano, "neve" é uma das formas pelas quais a cocaína é chamada

Não era neve inofensiva: a rede varejista Walmart anunciou que removeu de seu site canadense um suéter e outras roupas de natal que faziam apologia à cocaína colombiana.

O suéter tinha um Papai Noel com uma expressão de euforia e um sorvete na mão em frente a uma mesa onde três linhas brancas são desenhadas.

A imagem estava acompanhada pela frase “Let it snow”, em português “Deixa nevar”. No jargão americano, “neve” é uma das formas pelas quais a cocaína é chamada.

A descrição do produto, comercializado por um fornecedor externo no site canadense Walmart, era explícita: “A melhor neve vem da América do Sul (…). É por isso que o Papai Noel adora aproveitar o momento em que recebe a neve colombiana de muito boa qualidade”.

Suéter foi banido do Walmart

 (Walmart/Reprodução)

Uma porta-voz do Walmart confirmou à AFP nesta terça-feira que a peça havia sido removida do site canadense no fim de semana e não havia sido vendida nas lojas.

No entanto, não especificou por quanto tempo esteve à venda.

Esses suéteres “não representam os valores do Walmart e não têm lugar em nosso site”, afirmou a empesa em comunicado, no qual se desculpava.