Marca de vodca britânica lança série “Novichok” e estoque da bebida acaba

Bristol Dry Gin explicou que o produto "Novichok" foi desenvolvido quando o ex-espião Sergei Skripal e sua filha Yulia se recuperaram do envenenamento

Londres- A empresa britânica Bristol Dry Gin se desculpou nesta terça-feira por ter lançado uma série de garrafas de vodca chamada “Novichok”, o agente tóxico de fabricação russa utilizado no envenenamento dos Skripal e de um casal britânico.

“Sentimos sinceramente se alguém se ofendeu, especialmente as famílias de Dawn Sturgess – a mulher que morreu em decorrência do envenenamento – e Charlie Rowley”, seu companheiro, que continua internado em estado crítico, disse a companhia em comunicado.

Bristol Dry Gin explicou que o produto “Novichok” começou a ser desenvolvido quando o ex-espião Sergei Skripal e sua filha Yulia, contaminados com essa substância em 4 de março, se recuperaram do envenenamento.

“A intenção era relaxar os ânimos, não causar ofensa, e a reação foi incomodamente positiva”, disse a empresa, ao mesmo tempo que reconheceu que “o momento do lançamento deste produto pode ter carecido de sensibilidade”.

“O ‘Novichok’ é uma edição limitada que se esgotou em poucas horas após o lançamento e, atualmente, não temos intenção de produzir mais, apesar da demanda”, sustentou.

A companhia britânica agradeceu o apoio recebido “especialmente da comunidade de Salisbury”, mas também lamentou o dano que pôde ter causado.

O “Novichok” é um agente nervoso fabricado pela União Soviética nas décadas de 70 e 80, muito tóxico e capaz de bloquear em questão de minutos as mensagens dos nervos aos músculos.