Jornal Meia Hora faz capa sobre BBB e declara: machismo mata

Jornal carioca traz capa sobre violência contra a mulher e polêmica do Big Brother Brasil

São Paulo – Ontem (10), muitos brasileiros pararam para assistir ao Big Brother Brasil 17, da TV Globo.

No reality show, o participante Marcos foi expulso do programa, após ser constatado que ele agredira a participante Emily.

No mesmo dia, a Polícia Civil do Rio abriu um inquérito para investigar o caso e houve denúncia na Delegacia da Mulher do Rio de Janeiro.

O jornal carioca Meia Hora, famoso por suas capas hilárias e cheias de trocadilhos, não é menos digno de nota na hora de ser pungente e tratar de assuntos sérios e polêmicos.

O que chama a atenção na capa de hoje (11), sobre a polêmica do BBB, é a hashtag “#Machismomata”, direta e clara.

Diferente de outros discursos vistos por aí, onde violência contra a mulher vira “ciúme” ou “amor em excesso”, a publicação deu nome aos bois: machismo é machismo (e ele mata).

A capa ainda traz diversas fotografias que exemplificam as atitudes violentas de Marcos flagradas pelas câmeras do programa com as legendas “Não Pode”.

Por exemplo, “Não pode segurar com força para conseguir atenção”.

No Facebook, o jornal escreveu: “No BBB, causou uma expulsão. Na vida real, o machismo pode até matar”.