Google anuncia “Shopping”

Gerente de varejo do buscador diz que recurso de displays será lançado em breve no Brasil, praça onde a marca tem 95% da base de internautas

São Paulo – A rede de displays para anúncios do Google é a maior do mundo no meio online.

A aposta do buscador no mercado brasileiro é tão forte que o gerente de varejo do grupo no Brasil, Rodrigo Rodrigues, anunciou nesta sexta-feira (6), durante o E-Commerce Live, que em breve entrará em operação no país a modalidade “Shopping”.

O produto permitirá aos anunciantes ampliar o engagement diante dos consumidores. O internauta encontrará um comparador de ofertas de vários anunciantes na busca orgânica de produtos, acompanhadas de fotos, dicas, avaliações de consumo, entre outros dados, complementando a busca patrocinada atual.

O Google também traz em breve ao país o “Products Extensions”‘, ainda sem tradução definida. A ferramenta disponibilizará a imagem dos produtos anunciados sempre com preços para melhorar a exposição nas buscas, provocando os cliques e aumentando o índice de acessos e a conversão de navegação em compra.

Na última terça-feira (3), o Google também lançou a plataforma Orkut Ao Vivo, que atingiu 3,5 milhões de usuários em dois dias.

A rede social agrupa targets de faixa etária diversa, 2/3 tem mais de 20 anos e permite remarketing e segmentação de diversos públicos e perfis.

O remarketing consiste na possibilidade do anunciante aproximar-se do cliente que já visitou seu site uma vez. O Google aplica cookie na máquina do internauta e passa a monitorar seu comportamento e interesses na web.

“Com esses dados, o anunciante da web pode propor descontos ou criar promoções que envolvam esse internauta, trazendo-o de volta ao seu site, o que aumenta o índice de cliques e sua chance de convergência”, afirmou Pastore, da equipe de varejo do Google.

Rodrigues explicou que o novo canal do Orkut ainda não estará disponível para todas as contas atuais, mas que será disponibilizada gradualmente aos anunciantes.

Sobre as críticas às repetições comuns em remarketing, ele sugere diversificar linguagens e visuais para criar conteúdos agregados que despertem a atenção do internauta, já que, 30% das pessoas que compram on line realizaram pesquisas por navegação na web, enquanto que do total das pesquisas off line – nas lojas físicas – apenas 5% realizam a compra.